Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/84860
Title: Seguimento de doentes com melanoma
Authors: Nunes, Joana Martins 
Orientador: Vieira, José David Costa
Keywords: melanoma; seguimento; recorrências
Issue Date: Mar-2012
Abstract: Nas últimas décadas tem-se assistido a um aumento da incidência do melanoma cutâneo, implicando um aumento do número de doentes a integrar estratégias de seguimento após tratamento deste tumor. Paralelamente à necessidade de seguimento e ao conforto que este proporciona, o impacto ao nível do sistema de saúde, em termos de custos e de recursos, exige que este acompanhamento seja avaliado numa perspectiva de custo-benefício. O presente trabalho foi elaborado através da selecção e revisão de publicações com recomendações relativamente ao seguimento de doentes com melanoma, com o objectivo de analisar as estratégias quanto à duração, frequência, conteúdo e entidade responsável. Pretendeu-se também identificar os factores condicionantes da elaboração dessas estratégias e avaliar a relação entre estratégias e custos económicos, a influência do seguimento na sobrevivência e ainda a importância de conhecer a qualidade de vida do doente durante esse período. Até ao momento, não se alcançou um consenso internacional sobre qual a estratégia de seguimento mais adequada. O que se constata é que existem diferentes protocolos com ideias gerais semelhantes e adequadas ao país onde surgiram. A maioria dos protocolos é feita de acordo com o risco de recorrência baseado no estadio da doença. A ideia unificadora é a de um acompanhamento mais frequente quanto maior o estadio e de uma diminuição do número de consultas ao longo do tempo por diminuição das recorrências, sendo o seguimento habitualmente disponibilizado até ao décimo ano. Verificase uma tendência para a personalização das estratégias com avaliações menos frequentes e mais específicas, acordadas entre o médico e o doente. Estudos recentes analisam a aplicação de questionários que avaliam o bem-estar físico, funcional e emocional do doente durante o seguimento. É recomendado uniformemente como essencial para todos os doentes a recolha da história clínica e o exame objectivo completo em todas as consultas. A educação do doente tem vindo a ganhar um lugar de destaque durante o período de seguimento e posteriormente. A grande maioria dos autores recomenda a utilização de exames adicionais apenas na suspeita de doença recorrente ou em doentes sintomáticos. Não está comprovado qual o responsável mais adequado para realizar o seguimento. A pertinência desta revisão reside nos reconhecidos benefícios de um seguimento adequado em termos de sobrevivência e qualidade de vida, nomeadamente na detecção precoce de recorrências e de novos melanomas primários, no fornecimento de informação e educação ao doente e na reunião de dados para investigação científica.
During last decades the incidence of cutaneous melanoma has increased causing a growing number of patients to be in follow-up programs after treatment. This places a large burden on healthcare resources, requiring an adequate evaluation of the relation between costs and benefits of these strategies. This work was done through the selection and review of publications with recommendations for melanoma patients follow-up, with the aim of analyzing the duration, frequency, content and the type of health professional involved in this process. The intention was also to identify the factors affecting the development of these strategies and to evaluate the relationship between strategies and economic costs, to analyze the influence of follow-up in survival and the importance of knowing the quality of life during this period. Follow-up strategies are widely discussed but to date no international consensus has been reached regarding the optimal follow-up schedule. There are different strategies in adequacy with the respective country. Most protocols are performed according to the risk of recurrence based on disease’s stage. The unifying idea is a more frequent follow-up the higher the stage and a decrease in the number of observations over the time due to a reduction in relapses, being usually provided until the tenth year. There is a trend towards the personalization of strategies with fewer an more specific evaluations, agreed between doctor and patient. Recent studies analyze the implementation of questionnaires that assess physical, emotional and functional well being of patients during follow-up. It is uniformly recommended as essential for all patients to collect clinical history and complete physical examination in each evaluation. The patient’s education has gained a prominent place during the follow-up period and beyond. Most authors recommend the use of additional tests only if suspicion of recurrent disease or in symptomatic patients. It’s not proven who is the most appropriate professional to provide follow-up. The relevance of this review lies in the recognized benefits of a proper follow-up in terms of survival and quality of life, particularly in the early detection of recurrences and new primary melanomas, patient reassurance and education and accumulation of data for research.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área científica de Dermatologia, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/84860
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Seguimento de doentes com melanoma - Joana Nunes.pdf185.39 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

92
checked on Nov 24, 2021

Download(s)

218
checked on Nov 24, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.