Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/83613
Title: Osteoporose na doença pulmonar obstrutiva crónica
Authors: Ferreira, Pedro Miguel Cardoso 
Orientador: Cordeiro, Carlos Robalo
Alfaro, Tiago
Keywords: Pneumologia; Doença pulmonar obstrutiva crónica; Osteoporose; comorbilidades;
Issue Date: Oct-2011
Abstract: Introdução: A doença pulmonar obstrutiva crónica é caracterizada por uma obstrução do fluxo aéreo não completamente reversível tendo o tabaco como seu principal fator de risco. Classicamente considerada como uma patologia limitada aos pulmões, tem evidenciado um componente sistémico muito relevante. A presença de comorbilidades influencia negativamente o estado geral do doente, aumentando a mortalidade desta doença. Uma dessas comorbilidades é a osteoporose, uma das mais conhecidas patologias associadas à doença pulmonar obstrutiva crónica, tratando-se de uma patologia esquelética com compromisso da força óssea. Objectivos: Perante a prevalência e importância desta associação o objetivo deste trabalho passou pela recolha e sistematização do conhecimento atual sobre a mesma, estudando fatores de risco, mecanismos fisiopatológicos e tratamentos disponíveis. Foram pesquisadas orientações futuras de desenvolvimento do conhecimento atual, procurando também os pontos mais deficitários e onde o investimento será mais promissor. A profilaxia da osteoporose através da atividade física recebeu especial atenção. Desenvolvimento: Existe nestes doentes uma associação entre esta doença inicial e a perda de massa óssea ou risco de fraturas. Apesar dos mecanismos envolvidos não serem completamente conhecidos o estado de inflamação sistémica apresenta-se como um fator importante. Outros mecanismos como o tabaco, a inatividade, a deficiência em vitamina D ou a terapêutica implementada podem estar envolvidos no desenvolvimeto de osteoporose nestes doentes. O tratamento desta associação passa pelas recomendações para cada uma delas isoladamente visto não haverem, até então, indicações sobre o tratamento de osteoporose nestes doentes. A prevenção ocupa um lugar de destaque, com relevância na atividade física que, além de melhorar a qualidade de vida nos doentes com doença pulmonar obstrutiva crónica, diminui o estado de inflamação sistémica e é considerada como um método de prevenção de osteoporose em qualquer indivíduo. Conclusão: É indiscutível o aumento do risco de desenvolvimento de osteoporose nos doentes com doença pulmonar obstrutiva crónica. A inflamação sistémica parece constituir um ponto-chave nesta associação para a qual a prevenção é a arma mais poderosa. O tipo de exercício físico prescrito na reabilitação pulmonar contribui para a prevenção de osteoporose sendo, no entanto necessários mais estudos sobre a prevenção e tratamento destes doentes. A pesquisa de novos fármacos anti-inflamatórios e o estudo de doentes com patologia em estadios mais precoces é também fundamental.
Introduction: Chronic obstructive pulmonary disease is characterized by an airflow limitation which is not fully reversible, being cigarette smoking its main risk fator. Traditionally, this disease was considered as a lung limited pathology but it has evolved to a relevant systemic component. The existence of comorbidities is inversely related with the health status of the patient, increasing its mortality. Osteoporosis is one of the most known associated diseases, described as a skeleton pathology with impaired bone strength. Objectives: The aim of this review was to collect and systematize the state of knowledge and clinical practice about this disease, studying risk fators, fisiopathological mechanisms and available treatments. Future directions were also examined, finding the weakest parts of the actual knowledge and also the most promising themes. Osteoporosis prevention through physical activity received special attention in this review. Actual knowledge: There is an association between chronic obstructive pulmonary disease and osteoporosis but the mechanisms behind this process are not well known. The systemic inflammation seems to be a relevant fator. There are also other fators as tobacco, inactivity, vitamin D deficiency and also the treatment to the first disease. Actually there are none recommendations to treat osteoporosis in those patients. The treatment of this association is made by recommendations towards itch of the diseases alone. Osteoporosis prevention plays an important role in this treatment, highlighting the physical activity which, besides improving health quality also reduces the systemic inflammation and is recognized as a way to prevent osteoporosis. Conclusion: The risk to develop osteoporosis in chronic obstructive pulmonary disease is unquestionable. Systemic inflammations seem to be a key-point in this association and its prevention is a powerful measure to reduce the risk. The physical activity, which is prescribed on pulmonary rehabilitation, contributes to osteoporosis prevention, but more studies are needed. New studies about new anti-inflammatory drugs and also studies on patients with less severe disease are also important, possibly having great impact on future knowledge.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área científica de Pneumologia, apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/83613
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
OSTEOPOROSE NA DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÓNICA.pdf1.14 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

109
checked on Oct 16, 2019

Download(s)

49
checked on Oct 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.