Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/82487
Title: Effects of creatine supplementation in older adults
Other Titles: Efeitos da suplementação com creatina no idoso
Authors: Azevedo, Rita Adelaide Gonçalves 
Orientador: Esperto, Hélder Filipe da Cunha
Verissimo, Manuel Teixeira Marques
Keywords: Creatina; Suplementação; Idoso; Creatine; Supplementation; Aged
Issue Date: 19-May-2017
Serial title, monograph or event: Effects of creatine supplementation in older adults
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: RESUMOIntrodução: A perda de músculo e osso relacionada com o processo de envelhecimento têm um impacto negativo na qualidade de vida dos idosos uma vez que diminuem a avidez para realizar as atividades da vida diária. Sabe-se que alguns suplementos são benéficos em reduzir as consequências do envelhecimento. O propósito desta revisão sistemática foi determinar quais são os efeitos da suplementação com creatina nos idosos.Métodos: A pesquisa foi efetuada nas bases de dados MedLine, Embase e Cochrane. Estudos aleatórios controlados com placebo, estudos prospetivos observacionais com controlos, estudos retrospetivos pareados e estudos comparativos envolvendo a suplementação com creatina em idosos (>65anos de idade) foram considerados. Artigos adicionais foram retirados das listas de referências encontradas nestes artigos. A qualidade dos estudos foi avaliada pela Jadad Scale.Resultados: 28 estudos que respeitaram os critérios de inclusão e exclusão foram seleccionados para esta revisão sistemática com um total de 836 indivíduos integrando os estudos. Houve uma grande diversidade ao longo dos estudos em termos dos participantes (saudáveis, doentes com DPOC, doença de Parkinson, artrite reumatóide, em recuperação de artroplastia total, em ciclos de quimioterapia para o cancro colorectal), estratégias de suplementação (diferenças nos tipos de creatina, doses e uso de suplementação proteica adicional), exercício físico (tipo e frequência), desenho (duração, local) e pontuação na Jadad Scale (de 1 a 5).Discussão: A presente evidência sugere que a massa corporal e a massa livre de gordura provavelmente beneficiam da suplementação com creatina quando esta decorre durante um curto período ou durante um período moderado/longo se associada a treino. Os efeitos da suplementação na função muscular demonstraram ser benéficos, no entanto não ficou claro se a suplementação reforça os efeitos do treino ou se tem também um efeito benéfico na ausência de treino. A baixa evidência encontrada sobre os efeitos da creatina em doentes com DPOC, Parkinson, artrite reumatóide e sobre os efeitos colaterais da suplementação não permitem à autora realizar conclusões sólidas sobre estes temas.Conclusão: Mais estudos são necessários no sentido de determinar se a creatina é efetiva na ausência de treino, quais são as doses ótimas de suplementação e para clarificar a segurança do suplemento em idosos.
ABSTRACT Introduction: The age-related muscle and bone loss have a negative impact on the quality of life of older adults once they lead to a decrease of the ability to perform daily living tasks. Supplements for older adults are currently use in clinical practice. The purpose of this systematic review was to determine which are the effects of creatine supplementation in older adults.Methods: MedLine, Embase and Cochrane databases were searched. Randomized placebo control trials, prospective observational studies with controls, retrospective matched‐pair studies, and comparative studies involving supplementation with creatine in older adults (≥65 years) were considered. Additional articles were retrieved from reference lists found in these papers. Quality of the studies was evaluated by using Jadad Scale.Results: 28 studies respecting the inclusion and exclusion criteria were selected for this systematic review with a total of 836 subjects taking part in the studies. There was a great diversity across the studies in terms of the participants included (healthy, COPD, Parkinson, rheumatoid arthritis, post total joint arthroplasty, ongoing chemotherapy for colorectal cancer), supplementation strategies (differences in types of creatine, doses and additional protein supplementation), exercise training (type, frequency), design (duration, setting) and Jadad score (from 1 to 5).Discussion: Evidence suggests that body mass and fat free mass might beneficiate from creatine supplementation when it is conducted during a short period or for a moderate period combined with training. The effects of supplementation on muscular function seemed to be benefic, nevertheless it is not clear if creatine only improves the effects of training or if it has beneficial effects itself. The lack of evidence on COPD, Parkinson, rheumatoid arthritis patients and on safety issues prevents the author to make conclusions on those. Conclusion: Further studies are needed to determine whether creatine is effective in the absence of training, which are the optimal doses of supplementation and to clarify the safety of the supplement in older adults.
Description: Trabalho de Projeto do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/82487
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESEPRINT.pdf4.06 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

448
checked on Jun 10, 2021

Download(s) 50

473
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons