Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/82049
Title: Avaliação de forças de adesão de adesivos autocondicionantes em esmalte decíduo: estudo piloto
Other Titles: Evaluation of adhesion forces of self-etching adhesives in deciduous enamel: a pilot study
Authors: Castro, Ana Margarida Mourão Monteiro da Silva e 
Orientador: Soares, Ana Daniela dos Santos
Ramos, João Carlos Tomás
Keywords: Microtração; Esmalte; Dentes decíduos; Dentes primários; Adesivos autocondicionantes; Microtensile; Enamel; Deciduous teeth; Primary teeth; Self-etch
Issue Date: 20-Jul-2018
Serial title, monograph or event: Avaliação de forças de adesão de adesivos autocondicionantes em esmalte decíduo: estudo piloto
Place of publication or event: Área de Medicina Dentária, Faculdade de Medicina, Universidade de Coimbra
Abstract: Introdução: A considerável evolução dos sistemas adesivos é responsável por muitas publicações a respeito do comportamento destes materiais relativamente à dentição definitiva. Em dentição decídua, estes estudos revelam-se escassos e as peculiaridades estruturais desta dentição não permitem que os resultados obtidos em dentes definitivos sejam extrapolados para os dentes decíduos. Objetivo: Conduzir um estudo piloto para avaliação das forças de adesão, com recurso a testes de microtração (µTBS), de três sistemas adesivos aplicados segundo as normas do fabricante em esmalte decíduo. Materiais e Métodos: Onze superfícies de esmalte foram preparadas com auxílio de uma broca diamantada de acabamento, em turbina (de grão 15) em baixa rotação e com disco de grão grosso (Black (Coarse L506), Super-Snap Rainbow Technique Kit), finalizando-se a preparação do esmalte com lixa de carboneto de silício (grão 600). As amostras foram divididas aleatoriamente em três grupos experimentais de acordo com o sistema adesivo a avaliar: Grupo 1 - Prime & Bond® XP, Grupo 2 - Clearfil™ S3 bond plus e Grupo 3 - Clearfil™ SE Protect. De seguida foram realizados os procedimentos adesivos (de acordo com as instruções do fabricante) e posteriormente restaurados com uma resina composta microhíbrida (Ceram.X®). Os dentes foram seccionados (Accutom 5, Struers, Ballerup, Dinamarca) por forma a obter bastonetes de secção quadrangular (1mm x 1mm), e posteriormente sujeitos a testes de adesão por microtração numa máquina de testes universal (Model AG-I, Shimadzu Corporation, Kyoto, Japão). Os valores obtidos (MPa) analisaram-se utilizando os testes paramétricos ANOVA e de comparação múltipla de Tukey HSD (p≤0,05). Adicionalmente, foram preparadas duas amostras por cada grupo para estudar a ultramorfologia da interface através de microscopia electrónica de varrimento (MEV). Resultados: O sistema adesivo Prime & Bond® XP apresentou o maior valor médio de μTBS (19,70 Mpa), que não foi significativamente diferente do valor médio de µTBS obtido para o Clearfil™ SE Protect (19,27 Mpa). Em contrapartida, o menor valor foi obtido pelo grupo 2 (Clearfil™ S3 bond plus) (13,22 Mpa). Este grupo foi estatisticamente diferente do Prime & Bond® XP e do o Clearfil™ SE Protect.Conclusões: Tendo em conta as limitações inerentes aos estudos in vitro, foi possível concluir que alguns sistemas adesivos autocondicionantes conseguem obter valores de adesão em esmalte decíduo similares aos adesivos do tipo “condicionar e lavar”.
Introduction: The considerable evolution of adhesive systems is responsible for many publications regarding the behavior of these materials when applied to the permanent dentition. In primary dentition, these studies are scarce and the structural peculiarities of this dentition do not allow the results obtained in permanent teeth to be extrapolated to the primary teeth.Aim: Conducting a pilot study to evaluate the adhesive strength using the microtensile test (μTBS), of three groups of adhesive systems, in primary enamel.Materials and Methods: Eleven enamel surfaces were prepared using a diamond finishing drill in a low-rotation turbine (15 grit) and with a coarse-grain black disc ((Coarse L506), Super-Snap Rainbow Technique Kit), the preparation of the enamel with silicon carbide sandpaper (grain 600). The samples were randomly divided into three experimental groups, according to the adhesive system to evaluate: Group 1 - Prime & Bond® XP, Group 2 - Clearfil™ S3 bond plus and Group 3 - Clearfil™ SE Protect. The adhesive procedures (according to the manufacturer's instructions) were then performed and then restored with a microhybrid composite resin (Ceram.X®). The teeth were sectioned (Accutom 5, Struers, Ballerup, Denmark) in order to obtain quadrangular section rods (1x1mm), each of them were subsequently subjected to a microtensile adhesion test on a universal testing machine (Model AG-I, Shimadzu Corporation, Kyoto, Japan). The obtained values (MPa) were analyzed using the parametric ANOVA and comparison of Tukey HSD (p≤0.05). In addition, two samples per group were prepared to study the ultramorphology of the interface by scanning electron microscopy (SEM). Results: The adhesive system Prime & Bond XP showed the highest medium value of μTBS (19,70 Mpa), which was not significantly different of medium value of μTBS obtained by Clearfil™ SE Protect (19,27 Mpa). On the other hand, the lowest value was obtained by group 2 (Clearfil™ S3 bond plus) (13,22 Mpa). This group was statistically different of Prime & Bond XP and Clearfil™ SE Protect.Conclusions: Regarding the inherent limitations to the in vitro studies, it was possible to conclude that some self-etching adhesives can achieve adhesion values in deciduous enamel similar to the etch-and-rinse adhesives systems.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/82049
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Margarida Final 2.pdf1.59 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

491
checked on Nov 28, 2022

Download(s) 50

543
checked on Nov 28, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons