Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81400
Title: Mapeamento dos projetos comunitários com ação preventiva da obesidade na Região Autónoma dos Açores
Other Titles: Mapping of community projects with preventive action on obesity in the Autonomous Region of the Azores
Authors: Carvalho, Catarina Isabel Leonardo 
Orientador: Verissimo, Manuel Teixeira Marques
Rodrigues, Sara Simões Perera
Keywords: Portugal; Açores; Obesidade; Prevenção; Ações comunitárias; Portugal; Azores; Obesity; Prevention; Cmmunity actions
Issue Date: 23-Jan-2017
Serial title, monograph or event: Mapeamento dos projetos comunitários com ação preventiva da obesidade na Região Autónoma dos Açores
Place of publication or event: Região Autónoma dos Açores
Abstract: Introdução: A obesidade é uma doença crónica multifatorial, com consequências físicas, sociais e económicas. A prevenção dos fatores de risco comummente associados à patologia deve ser prioritária, através de planos e programas de intervenção. A nível mundial, nacional e regional é possível verificar a existência de programas e recomendações como resposta à prevenção da obesidade. Na Região Autónoma dos Açores (RAA), em 2008, a obesidade infantil registava o maior valor a nível nacional e as doenças do aparelho circulatório são a principal causa de morte. Indicadores que conduziram à necessidade de atuar sobre os fatores de risco, como o excesso de peso e o sedentarismo. Para uma ação eficaz, sustentável e concertada, é necessário conhecer a realidade regional das ações já aplicadas e os seus efeitos.Objetivo: O mapeamento das ações comunitárias de prevenção e combate à obesidade na RAA, entre 2004-2014. Metodologia: Desenvolvimento de um questionário enviado aos 17 Centros de Saúde (CS) locais, às 19 Autarquias regionais e à Secretaria Regional da Educação e Cultura (SREC). Procedeu-se à sistematização dos resultados obtidos, através da análise das características referentes aos projetos/ações desenvolvidos.Resultados: Entre 2004 a 2014 foram realizadas 37 ações de prevenção e combate à obesidade na RAA. Estas ações foram dirigidas essencialmente a grupos infantojuvenis (43%). Uma grande proporção das ações foi realizada com parcerias (89%) mas a maioria carece de apresentação de resultados (68%), de monitorização (51%) e sustentabilidade (46%). Também apenas 70% referia ter contemplado avaliação.Conclusões: As ações de prevenção da obesidade carecem de evidências concretas da sua eficácia, consequência da complexidade da própria patologia. Na RAA observa-se o início da tomada de consciência da necessidade de ação, como é possível verificar pelo número de ações desenvolvidas. No entanto, são necessários mais esforços na criação de projetos padronizados, sustentáveis e estruturados a aplicar de igual forma em toda a região, com o objetivo único de prevenir e combater a obesidade.
Background: Obesity is a chronic multifactorial disease with physical, social and economic consequences. The prevention of risk factors commonly associated with this pathology should be a priority, through intervention plans and programs. At the global, national and regional levels it is possible to verify the existence of programs and recommendations in response to the prevention of obesity. In the Autonomous Region of the Azores in 2008, childhood obesity was registed at the highest level in the country and diseases of the circulatory system were the main cause of death. Indicators that led to the need to act on risk factors such as overweight and sedentary lifestyle. For an effective, sustainable and concerted action it is necessary to know the regional reality of the actions already applied and their effects.Objective: The mapping of community actions of prevention and combat in regards to obesity in the Autonomous Region of Azores, between 2004 and 2014.Methods: Development of a questionnaire sent to the 17 local Health Centers, to the 19 Chambers of Commerce and to the Regional Secretariat of Education and Culture. The results obtained were systematized by analyzing the characteristics of the projects / actions developed.Results: Between 2004 and 2014 37 actions of prevention and combat in regards to obesity were performed in the Autonomous Region of the Azores. These actions were mainly directed at children and youth groups (43%). A large proportion of the actions were carried out with partnerships (89%) but most lack results (68%), monitoring (51%) and sustainability (46%). Also, only 70% reported having considered evaluation.Conclusions: Obesity prevention actions have lack of concrete evidence of its efficacy, a consequence of the complexity of the disease itself. In the Autonomous Region of the Azores, the beginning of the awareness of the need for action is observed as it is possible to verify by the number of actions developed. However, more efforts are needed to create standardized, sustainable and structured projects to be equally applied throughout the region, with the sole purpose of prevention and combat in regards to obesity.
Description: Dissertação de Mestrado em Saúde Pública apresentada à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/81400
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

467
checked on Jun 10, 2021

Download(s) 50

735
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons