Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/742
Title: Sonhos e visões na tragédia grega
Authors: Pereira, Susana Maria Duarte da Hora Marques
Orientador: Silva, Maria de Fátima Sousa e
Keywords: Literatura Grega
Tragédia grega -- estudo crítico
Issue Date: 28-Nov-2006
Abstract: "Sonhos e visões na tragédia grega", o título dado à presente dissertação de doutoramento, abre caminho a uma reflexão literária sobre o modo como, na sua produção dramática, Ésquilo, Sófocles e Eurípides trataram aqueles dois fenómenos. Todavia, tal reflexão é precedida por um capítulo introdutório, denominado "a tradição do sonho e da visão na literatura grega", onde ambos os motivos são abordados num contexto mais amplo, que vai da épica homérica à lírica grega, à historiografia herodotiana e à comédia aristofânica, embora, naturalmente, as experiências sejam aí analisadas de um modo mais sucinto do que é prática nos capítulos á tragédia. O confronto com o desenvolvimento que é dado àqueles dois tópicos literários pela literatura grega da qual a poesia dos três grandes dramaturgos atenienses é herdeira e/ ou contemporânea permite a avaliação particular da atitude dos trágicos perante a tradição, nos capítulos seguintes. O capítulo segundo deste estudo, designado " a tragédia grega: exploração do motivo do sonho", analisa o corpus de sonhos descritos pela produção trágica, numa perspectiva comparativa que procura distingir os cambiantes valorizados por cada poeta, de acordo com o espírito específico do seu teatro e com os seus diferentes posicionamentos perante um contexto político, social, filosófico e religioso em mudança, como o que caracteriza a Atenas do século V a.C. A similitude perceptível entre sonhos e visões em estado de vigília em termos de padrão literário, impôs a inclusão desta temática no terceiro capítulo do presente trabalho, intitulado " a tragédia grega: exploração do motivo das visões", o que permitiu o confronto entre dois fenómenos que, afinal, se distinguem basicamente pelo facto de o receptor estar a dormir ou, pelo contrário, acordado. O capítulo quarto, que precede as páginas dedicadas às conclusões finais é ilustrativo da proximidade entre os dois motivos também em termos linguísticos, e reflecte a evolução que ambos sofrem desde os Poemas Homéricos, a esse nível, expressiva da centralização progressiva da existência humana no próprio indivíduo. Intitulado "poético dos sonhos e das visões", ele próprio se reveste já de uma tonalidade conclusiva, porquanto resultante da análise de textos anteriormente realizada.
Description: Tese de doutoramento em Letras, na área de Estudos Clássicos (Literatura Grega) apresentada à Fac. de Letras de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/742
Appears in Collections:FLUC Secção de Estudos Clássicos - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.