Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/570
Title: As ciclodextrinas como agentes modeladores da libertação de fármacos : nova estratégia para medicamentos de libertação prolongada.
Authors: Fernandes, Catarina Cabral Marques 
Orientador: Veiga, Francisco José de Baptista
Keywords: Tecnologia Farmacêutica
Issue Date: 18-Jul-2003
Citation: Fernandes, Catarina Cabral Marques - As ciclodextrinas como agentes modeladores da libertação de fármacos : nova estratégia para medicamentos de libertação prolongada. Coimbra, 2003
Abstract: No presente trabalho, pretende-se demonstrar uma nova estratégia de aplicação farmacêutica dos derivados hidrófilos e hidrófobos das ciclodextrinas, nomeadamente, no desenvolvimento de formulações de libertação prolongada de fármacos pouco solúveis, como a nicardipina, sob a forma de cloridrato. Além da b-ciclodextrina, estudou-se a hidroxipropil-b-ciclodextrina, como derivado hidrófilo e a tri-acetil-b-ciclodextrina, como derivado hidrófobo. Mediante a aplicação de diferentes técnicas, como o método de solubilidade de fases, a espectroscopia de ressonância magnética nuclear, a calorimetria de varrimento diferencial, a difracção de raios X, a espectroscopia de infravermelho com transformadas de Fourier e a microscopia diferencial de varrimento, foi possível detectar e caracterizar os complexos de inclusão entre a nicardipina e as três ciclodextrinas estudadas, tanto em solução como no estado sólido. A avaliação dos perfis de dissolução dos diferentes complexos, assim como o estudo da sua estabilidade em várias condições de conservação, permitiram seleccionar o complexo com a hidroxipropil-b-ciclodextrina, obtido por secagem por pulverização e o complexo com a tri-acetil-b-ciclodextrina, obtido por secagem por pulverização, como fracções de libertação rápida e lenta, respectivamente, numa nova formulação de libertação prolongada de nicardipina. Os resultados obtidos, sugeriram que o perfil de libertação do fármaco pode ser arbitrariamente modelado por simples ajuste da proporção de mistura destes dois tipos de complexos, com propriedades hidrófilas e hidrófobas. Após administração oral, a coelhos, da formulação na proporção de mistura de 1:4 (complexo hidrófilo:complexo hidrófobo), obtiveram-se níveis plasmáticos prolongados de nicardipina, associados a um interessante aumento na biodisponibilidade oral deste fármaco. Os resultados sugerem que a combinação crítica de complexos com ciclodextrinas hidrófilas e hidrófobas, em proporções adequadas, pode constituir um sistema de libertação de fármacos muito promissor, caracterizado por um efeito terapêutico prolongado e uma biodisponibilidade mais equilibrada, com consequente redução da frequência de administração do respectivo fármaco.
Description: Tese de doutoramento em Farmácia (Farmacologia) apresentada à Fac. de Farmácia da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/570
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s) 50

387
checked on Aug 4, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.