Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/48447
Title: Doença inflamatória intestinal: cuidados farmacêuticos
Authors: Quintal, Joana Jéssica Baptista 
Orientador: Cotrim, Maria Dulce Ferreira
Keywords: Doenças inflamatórias dos intestinos; Etiologia; Fisiopatologia; Terapia; Cuidados farmacêuticos
Issue Date: Sep-2016
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A Doença Inflamatória Intestinal (DII) é uma denominação genérica utilizada para descrever um conjunto de patologias que afetam o trato gastrointestinal através do desencadeamento de uma cascata de reações inflamatórias que culminam numa resposta imunitária exacerbada. Esta é uma doença crónica de grande prevalência e que atinge preferencialmente adolescentes e jovens adultos. A DII conjuga, essencialmente, duas formas: a Colite Ulcerosa (CU) e a Doença de Crohn (DC), que apesar de serem significativamente diferentes possuem uma fisiopatologia semelhante e utilizam os mesmos fármacos. Os objetivos da terapêutica são a indução e a manutenção da remissão, minimização das complicações e manifestações da doença e melhoramento da qualidade de vida dos doentes. A terapêutica da DII pode tornar-se complexa, principalmente com o surgimento das novas estratégias terapêuticas, por isso é imprescindível um maior acompanhamento destes doentes de modo a garantir a eficácia e segurança do tratamento e uma otimização da adesão à terapêutica. Deste modo, o farmacêutico adquire um papel fulcral no desempenho destas funções, tornando-se no profissional de saúde com mais capacidades para acompanhar, gerir e responsabilizar-se pela terapêutica dos doentes com DII. Esta monografia centra-se na demonstração de que a prestação de cuidados farmacêuticos através da implementação de serviços prestados por farmacêuticos a doentes com DII é possível e que são uma mais-valia na adesão à terapêutica, na diminuição dos resultados farmacoterapêuticos negativos, no aumento da segurança e eficácia e no aumento da qualidade de vida de doentes com DII. Estes serviços não são fáceis de implementar e exigem competências clínicas por parte do farmacêutico, porém estes motivos não deverão de ser um impeditivo para o seu desenvolvimento. Defendendo esta filosofia, no final da monografia poderá ser encontrado um pequeno trabalho de acompanhamento farmacoterapêutico de doentes com DII, demonstrando que é exequível e fundamental o desenvolvimento destes trabalhos, em prol do doente e da sua saúde.
Inflammatory Bowel Disease (IBD) is a generic term used to describe a group of pathologies that affect the gastrointestinal tract by triggering a cascade of inflammatory reactions that culminate in an exacerbated immune response. This is a chronic disease with high prevalence and that primarily affects adolescents and young adults. IBD combines, essentially, two forms: Ulcerative Colitis (UC) and Crohn’s Disease (CD) that despite being significantly different have a similar pathophysiology and use the same drugs. The therapeutic goals are the induction and maintenance of remission, the minimization of complications and manifestation of disease, and improvement of the quality of life of patients. The treatment of IBD can become complex, especially with the emergence of new therapeutic strategies, so it is essential further monitoring of these patients in order to ensure the efficacy and safety of the treatment and optimizing the adherence to therapy. Thus, the pharmacist acquires a central role in performing these functions, becoming the health professional with more capabilities to monitor, manage and take responsibility for the treatment of patients with IBD. This monograph focuses on the demonstration that the provision of pharmaceutical care through the implementation of services provided by pharmacists to patients with IBD is possible and that it’s an asset in adherence to therapy, in the reduction of negative pharmacotherapeutic results, in the increase of safety and efficacy and increasing the quality of life of patients with IBD. These services are not easy to implement and require clinical skills of the pharmacist but these reasons should not be an impediment to their development. Defending this philosophy, at the end of the monograph, there can be found a small work on pharmacotherapeutic monitoring of patients with IBD, demonstrating that it is feasible and essential the development of this work, for the benefit of the patient and their health.
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade de Estágio Curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/48447
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
M_Joana Quintal.pdf2.32 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

367
checked on Sep 14, 2020

Download(s) 10

2,082
checked on Sep 14, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.