Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/44212
Title: Sistema de saúde português : organização e planeamento
Authors: Ribeiro, Hugo Alexandre da Cruz 
Orientador: Morais, António Manuel Pinto Brochado Moreira de
Keywords: Saúde comunitária; Sistema de saúde; Organização; Planeamento,; Financiamento; Cidadania
Issue Date: Feb-2012
Abstract: O presente trabalho apresenta-se com o objectivo principal de suscitar uma discussão profunda, informada e transversal em todos os cidadãos, em especial na comunidade médica, acerca da organização dos sistemas de saúde, da importância do planeamento nas políticas para este sector e na sustentabilidade do financiamento dos serviços públicos. Para tal, desenvolvemos uma revisão de artigos e livros sobre os temas referidos, procurando dar a conhecer a orgânica de um sistema de saúde, a evolução e a realidade actual do sistema de saúde e dos indicadores de saúde portugueses, comparando com os sistemas existentes em alguns dos países mais desenvolvidos do mundo. Este trabalho permite-nos rever alguns momentos-chave da evolução da organização das políticas de saúde a nível mundial, começando esse breve historial na civilização egípcia e terminando na Era moderna da saúde, nomeadamente na actual fase da promoção da saúde das populações. Antes de iniciar a discussão sobre a organização de sistemas de saúde, é feito um levantamento histórico da implementação e evolução do serviço público de saúde português (o Serviço Nacional de Saúde), considerado por muitos a maior conquista social do século passado a nível nacional. Este capítulo permite perceber a importância crescente dada ao sector da saúde pelas populações, não só em Portugal mas também em toda a União Europeia, a qual inclui na sua matriz ideológica fundacional (o Modelo Social Europeu) a singular relevância da saúde, em particular da existência de sistemas públicos, de cobertura universal, com facilitada acessibilidade e tendencial gratuitidade. No capítulo da organização de sistemas de saúde, podemos entender as diferenças existentes nos países europeus quanto ao financiamento do sector e quanto à cobertura por parte do seguro privado. Em seguida, este trabalho apresenta a organização dos cuidados de saúde primários, em particular a reforma portuguesa, que revela ser um bom exemplo, pela conseguida melhor alocação de recursos, avaliação de eficiência e relação entre os profissionais de saúde e entre as instituições de saúde, para além de uma melhor cobertura da população e uma melhor capacidade instalada para efectivar essa cobertura, libertando os hospitais para as actividades inerentes aos cuidados secundários e terciários. O estudo dos hospitais, incluindo a sua relevância para a organização de todo o sistema e a sua organização interna, é pormenorizadamente abordado. No capítulo do planeamento em saúde, é dado um enfoque especial na evolução dos indicadores de saúde portugueses e na implementação dos planos nacionais de saúde, os quais permitiram o seguimento de políticas para o sector a longo prazo, tornando muito mais eficaz o nosso sistema de saúde. Assim, este é um trabalho que pretende dar a conhecer, de uma forma objectiva, a realidade da saúde portuguesa, comparando-a pontualmente a outros países europeus, permitindo a qualquer cidadão formular uma opinião informada sobre as políticas de saúde e, se assim o entender, propor alternativas credíveis e possíveis de implementar
This review article has a main objective that is to raise a deep discussion, informed and transversal to all citizens, specially to medical community, about the health systems organization, the importance of decent planning polices for this sector and in the sustainability of the public systems financing. To accomplished that, we developed a review of articles about these issues, looking for make known a health system organization, the evolution and the reality of the portguese health system and health indicators, comparing with health systems in some of the world’s most developed countries. This article let us to review some of the most important evolutionary moments of the health organization polices all over the world, beginning that in the egypcian civilization and ending on the modern era of heath, namely in the actual time of public health promotion. Before beginning the discussion about the health systems organization, we also remember the historical implementation and evolution of the portuguese National Health System, considered by many people the most important social conquest of the nineteenth century. This chapter allow us to understand the increasing importance given to the health sector by people, not only in Portugal but also in all European Union, which includes in it foundational ideological womb (the European Social Model) the singular relevance of health, in particular the existence of public systems, with universal coverage, easy accessibility and no charge trend. In the health systems organization chapter, we can understand the differences between European countries in financing this sector and in private insurance coverage. Then, this review article presents the primary health care organization, in particular the Portuguese reform, that is a good example, by the achievements of getting better resources allocation, efficiency evaluation, relationship between health professionals and between health institutions and a better population coverage and capacity to ensure that coverage, relieving hospitals. The hospital study, including their relevance to all system organization and their internal organization, is pormenorized. In the health planning chapter, is given a special approach to the evolution of the portuguese health indicators and implementation of national health programs, which allowed a long term sector polices sequence, making our health system more effective. This is an article that pretends to give the knowledge, in an objective way, of the Portuguese health reality, comparing it once in a while to other European countries, allowing to any citizen to formulate an informed opinion about the health polices and, if he wants, to propose realistic alternatives.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área cientifica de Saúde Pública, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/44212
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE-Final Hugo.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

2,135
checked on Nov 25, 2021

Download(s) 20

1,201
checked on Nov 25, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.