Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43108
Title: Educação Intergeracional como Estratégia de Promoção do Envelhecimento Ativo: Análise de necessidades de uma comunidade local, enquanto via fundamentadora de projetos relevantes e sustentáveis
Authors: Ferreira, Isabel Susana Vilas Boas da Silva 
Orientador: Oliveira, Albertina
Ramos, Natália
Montero, Inmaculada
Keywords: Educação intergeracional; Envelhecimento ativo; Educação ao longo da vida; Programas intergeracionais; Intergenerational education; Active ageing; Lifelong education; Intergenerational programs
Issue Date: 30-Jan-2018
Citation: FERREIRA, Isabel Susana Vilas Boas da Silva - Educação intergeracional como estratégia de promoção do envelhecimento ativo : análise de necessidades de uma comunidade local, enquanto via fundamentadora de projetos relevantes e sustentáveis. Coimbra : [s.n.], 2018. Tese de doutoramento. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/ 10316/43108
Project: SRFH/BD/86104/2012 
Abstract: Introdução: As sociedades contemporâneas europeias, e mesmo de outros continentes, vivem crescentemente o desafio do envelhecimento demográfico e o problema da separação entre as diferentes gerações, o que constitui um risco para o seu desenvolvimento e coesão. Porém, nas duas últimas décadas, como resposta a estas questões surgiu o paradigma do envelhecimento ativo e da intergeracionalidade, respostas ainda em construção que necessitam de estudos empíricos, de aprofundamento teórico e de muita discussão. Na presente dissertação elas foram alvo de estudo, concebendo-se a educação intergeracional como estratégia promotora do envelhecimento ativo. Pretendeu-se, assim, fundamentar a educação intergeracional, evidenciando-se a sua complexidade e perspetivando-a como abordagem promotora do envelhecimento ativo; igualmente teve-se como objetivo criar e validar instrumentos para auxiliar técnicos, profissionais, organizações e investigadores a planificar e a implementar PEI, bem como propor um plano de PEI para a freguesia do Bonfim na cidade do Porto. Metodologia: Esta investigação incidiu numa análise de necessidades, desenhada em três fases, investigando-se na primeira as necessidades da comunidade, na segunda os fatores associados ao envelhecimento ativo de uma amostra da comunidade e na terceira, como resultado das duas fases anteriores, planificando-se um conjunto de propostas de Programas Educativos Intergeracionais. Para o efeito, combinaram-se métodos quantitativos e qualitativos de recolha de dados. Como método quantitativo, aplicou-se o Questionário de Necessidades, Interesses e Potencialidade para o Desenvolvimento de Programas Intergeracionais (QNIPDI) a 385 habitantes da freguesia com idades compreendidas entre os 15 e 95 anos; como métodos qualitativos, realizaram-se 7 entrevistas semi-estruturadas a informantes-chave da comunidade, 20 a residentes com idades superiores a 14 anos, e efetuaram-se entrevistas focalizadas de grupo com 7 técnicos e profissionais que trabalham com a população. Conclusões: As conclusões confirmaram a necessidade de se encontrarem estratégias promotoras da intergeracionalidade e do envelhecimento ativo da população, já que se verificou que a comunidade do Bonfim reúne conjunturas e condições necessárias para o desenvolvimento de PEI, dispondo de um conjunto de oportunidades que permitem assegurar de forma sustentável o seu desenvolvimento e implementação. Por outro lado, constatou-se que a comunidade se confronta com um conjunto de necessidades às quais os PEI podem dar resposta, entre elas a promoção do envelhecimento ativo. Este estudo forneceu duas orientações importantes para a planificação dos PEI, salientando-se em primeiro lugar, para a concretização do objetivo de promover o envelhecimento ativo, a necessidade de considerar na planificação dos PEI, o sexo, a escolaridade, o nível socioeconómico e a ocupação dos indivíduos e, em segundo lugar, o envolvimento de pessoas de todas as idades. A nível das implicações teóricas, reforçou-se o princípio de que da separação entre as gerações resultam estereótipos e atitudes negativas de umas gerações em relação às outras, e que estes, por sua vez, aumentam ainda mais a separação das gerações, sendo os estereótipos simultaneamente causa e efeito do fenómeno mencionado. Por outro lado, os valores também surgiram como responsáveis pela existência de atitudes negativas entre gerações. Neste quadro, os PEI que pretendam promover as relações intergeracionais têm de procurar desconstruir o sistema cíclico dos estereótipos de idade e compreender e explicar a evolução dos valores ao longo do tempo. Outra implicação teórica importante consistiu em ter-se sublinhado que a educação ao longo da vida, nas sociedades envelhecidas, tem de proporcionar oportunidades a todas as pessoas para aprenderem a viver num mundo cada vez mais complexo e a desenvolverem consciência crítica, participando ativamente na sua transformação. Ao nível das políticas públicas, ao concluir-se que não existem políticas intergeracionais explícitas em Portugal, deixaram-se sugestões para o seu desenvolvimento coerente, sustentável e adaptado ao contexto nacional, nomeadamente: que se adote uma perspetiva multissectorial, que se comece da base para o topo (bottom-up), o que significa um investimento do Estado para o desenvolvimento de investigação de PI, de forma a conseguir-se informações e orientações para desenvolver políticas intergeracionais do topo para a base (top-down). Finalmente, a investigadora sugere que se prossigam os estudos no âmbito da intergeracionalidade e o refinamento dos instrumentos construídos e sugeridos nesta dissertação.
Introduction: Contemporary European societies, and even societies from other world regions, are facing increasingly the challenge of demographic ageing and the problem of separation between generations, which is a risk for their development and cohesion. However, in the last two decades, as an answer to these questions, came up the paradigm of active ageing and of intergenerationality, still under construction and in need of empirical studies, theoretical foundation and further discussion. In this dissertation, they were the subject of study, being intergenerational education conceived as a strategy for promoting active ageing. Thus, it was intended to support intergenerational education, showing its complexity and seeing it as an approach for active ageing promotion; we also aimed to develop and validate instruments to assist technicians, professionals, organizations and researchers to plan and implement Intergenerational Education Programs (IEP), as well as to propose a plan for IEP for the parish of Bonfim. Methodology: This investigation focused on a needs analysis, designed in three phases, the first investigating the needs of the Bonfim community, the second studying the factors associated with active ageing in a sample of the same community, and the third, as a result of the two previous phases, planning a set of IEP proposals. To this end, quantitative and qualitative methods of data collection have been combined. As a quantitative method, the Questionnaire of Needs, Interests and Potentialities for the Development of Intergenerational Programs (QNIPDI) has been applied to a sample of 385 individuals from the parish of Bonfim, whose age ranged between 15-95 years old; as qualitative methods, 7 semi-structured interviews were conducted with key informants from the community and with 20 residents over 14 years old from the same community; focus group interviews were also carried out with 7 technicians and professionals with experience working with the population. Conclusions: The findings confirmed the need for promoting intergenerational strategies and active ageing in the population, since it has been established that the community do Bonfim gathers appropriate conditions for the development of IEP, i.e., it has a set of opportunities that allow to implement IEP in a sustainable manner. On the other hand, it was found that the community is confronted with a set of requirements to which IEP can be addressed, among them the promotion of active ageing. This study provided two important guidelines for IEP planning, firstly and to achieve the goal of promoting active ageing, the need to consider in the planning of the IEP factors such as sex, education, socio-economic level and occupation of the individuals, and, secondly, the need to involve people of all generations. Concerning theoretical implications, the principle that the separation between the generations is a source of stereotypes and negative attitudes has been reinforced, resulting in increasing even more the separation of generations. The data also stressed that stereotypes are simultaneously cause and effect of the mentioned phenomenon. On the other hand, values also emerged as responsible for the existence of negative attitudes among generations. In this context, IEP intended to promote intergenerational relations must seek to deconstruct the cyclic system of ageism and to explain the evolution of the values over time. Another important theoretical implication was that lifelong education in aged societies must provide opportunities for all to learning to live in a world that is increasingly complex and to develop critical thinking, as well as participating actively in their transformation. At the policy level, the conclusion that there are no explicit intergenerational policies in Portugal lead us to make suggestions for its coherent and sustainable development, adapted to the national context, namely: to adopt a multisector perspective, following a bottom-up approach, meaning that the State needs to invest for the development of IP, in order to get information and guidance to develop top-down intergenerational policies. Finally, the researcher suggests pursuing the studies within the framework of intergerationality and the refinement of the instruments developed and adapted in the context of this dissertation.
Description: Tese de doutoramento em Ciências da Educação, apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/43108
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Educação Intergeracional como Estratégia de Promoção do Envelhecimento Ativo.pdf5.67 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

433
checked on Jul 16, 2019

Download(s) 20

930
checked on Jul 16, 2019

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons