Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/41658
Title: Inventário de avaliação pessoal orientado para a crise em família (F-COPES)
Authors: Cunha, Diana 
Relvas, Ana Paula 
Keywords: F-COPES; Coping familiar; Validade; Fiabilidade; Family coping; Validity; Reliability
Issue Date: 2016
Publisher: Imprensa da Universidade de Coimbra
Serial title, monograph or event: Avaliação familiar: vulnerabilidade, stress e adaptação
Volume: 2
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O Inventário de Avaliação Pessoal Orientado para a Crise em Família (F-COPES; Olson & Barnes, 1982) avalia as atitudes e comportamentos desenvolvidos pela família para resolver ou responder às dificuldades e problemas, considerando os recursos familiares, sociais e comunitários, através de um conjunto de 29 itens. O presente estudo pretende avaliar qual das versões portuguesas do F-COPES, anteriormente desenvolvidas, é a mais ajustada à população geral. Para tal, realizaram-se estudos de validade interna, através de uma análise fatorial confirmatória de três modelos passíveis de representarem a versão portuguesa do instrumento (N = 595). De seguida, realizaram-se estudos de fiabilidade do modelo mais ajustado. O modelo que se revelou mais ajustado apresenta uma estrutura de sete fatores (Reenquadramento, Procura de Apoio Espiritual, Aquisição de Apoio Social – Relações de Vizinhança, Aquisição de Apoio Social – Relações Íntimas, Mobilização de Apoio Formal, Aceitação Passiva e Avaliação Passiva): CFI = .923, GFI = .901, RMSEA: .056 (Lo = .051, Hi = .060). No entanto, apenas as cinco primeiras dimensões podem ser utilizadas como subescalas (alfa de Cronbach entre .75 e .88), devido à fraca consistência interna apresentada pelas outras duas. O estudo apresenta algumas limitações (e.g., amostra não probabilística de conveniência, não estratificada), sugerindo-se a continuidade dos estudos do F-COPES (e.g., melhorar as propriedades psicométricas dos fatores Avaliação Passiva e Aceitação Passiva).
The Family Crisis Orientated Personal Evaluation Scales (F-COPES; Barnes & Olson, 1982) assesses the attitudes and behaviors developed by the family to resolve or respond to the difficulties and problems, considering the family, social and community resources. This study aims to determine which Portuguese F-COPES version, previously developed, is the most adjusted to general population. To this end, we developed internal validity studies, through a confirmatory factor analysis of three possible Portuguese models of the instrument (N = 595). Then, we analyzed the reliability of the most adjusted model. This model presents a structure of seven factors (Reframing, Seeking Spiritual Support, Acquisition of Social Support - Neighborhood Relations, Acquisition of Social Support - Intimate Relations, Formal Support Mobilization, Passive Appraisal and Passive Acceptance): CFI = .923, GFI = .901, RMSEA: .056 (Lo = .051, Hi = .060). However, only the first five dimensions can be used as subscales (Cronbach’s alpha between .75 and .88), due to the poor internal consistency displayed by the other two. The study has some limitations (e.g., non-probabilistic sample of convenience, not stratified), suggesting the continuity of F-COPES studies (e.g., improve the psychometric properties of the factors Passive Appraisal and Passive Acceptance).
URI: http://hdl.handle.net/10316/41658
ISBN: 978-989-26-1267-6
978-989-26-1268-3
DOI: 10.14195/978-989-26-1268-3_1
10.14195/978-989-26-1268-3_1
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CES - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
Show full item record

Page view(s) 20

774
checked on Dec 5, 2022

Download(s) 50

872
checked on Dec 5, 2022

Google ScholarTM

Check

Altmetric

Altmetric


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.