Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/33123
Title: Gestão de Destinos Turísticos: novas políticas de desenvolvimento turístico e modelos de governança de DMO (Destination Management Organization). Uma proposta para o Destino Porto
Authors: Ribeiro, Susana Isabel da Silva 
Orientador: Santos, Norberto
Keywords: gestão de destinos; governança; desenvolvimento turístico; destination management organization (DMO); destino Porto; destination management; governance; tourism development; destination Porto
Issue Date: 2-Jun-2017
Citation: RIBEIRO, Susana Isabel da Silva - Gestão de destinos turísticos : novas políticas de desenvolvimento turístico e modelos de governança de DMO (Destination Management Organization) : uma proposta para o destino Porto. Coimbra : [s.n.], 2017. Tese de doutoramento. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/33123
Abstract: A presente investigação assume como compromisso fornecer resposta à crescente necessidade de estratégias sistemáticas de gestão dos destinos turísticos fornecendo, em particular, a sistematização de conhecimento a partir das mais recentes políticas de desenvolvimento turístico e dos mais recentes modelos de governança de DMO (Destination Management Organization). Seguiu-se uma abordagem metodológica mista, em que são conciliados procedimentos qualitativos e quantitativos, ainda que tenha sido privilegiada a vertente qualitativa dado que se recorreu ao método de estudo de caso, mais especificamente com o recurso à técnica Delphi, que recebeu o contributo de 28 especialistas num painel equitativo de elementos representantes de 4 grupos de interesse do destino Porto, nomeadamente setor público, setor privado, academia e comunidade local. A auscultação ao painel envolveu três rondas de questionários. Os dados dos questionários foram analisados quer seguindo procedimentos quantitativos (análise de frequências, média, mediana e desvio padrão) quer qualitativos (análise de conteúdo). A investigação realizada permitiu concluir que na atualidade, no destino Porto, as políticas seguidas não são consentâneas com as necessidades de desenvolvimento turístico que se impõem empreender e ainda que não se verifica na rede de stakeholders que compõem o sistema turístico, e nas respetivas relações de poder, um efetivo envolvimento ao nível da governança e da gestão do destino. A investigação permitiu ainda concluir que, atendendo à atual fase do seu ciclo de vida e ao ambiente favorável que caracteriza o posicionamento atual do destino Porto, estão reunidas as condições para implementar um novo modelo de governança e gestão do destino que se materializa a partir da concretização de um novo modelo de governança e gestão de DMO, na forma de Agência Regional de Desenvolvimento Turístico do Destino Porto. Este novo modelo de gestão de destino incorpora as mais recentes políticas de desenvolvimento turístico e está alinhado com os mais recentes modelos de governança de destinos e de governança e gestão de DMO’s.
This research paper commits to providing an answer to the growing need for systematic strategies for the management of tourism destinations by providing, in particular, the systematisation of knowledge based on the most recent tourism development policies and the latest DMO (Destination Management Organization) governance models. A mixed methodological approach was used, in which qualitative and quantitative procedures are reconciled. Nonetheless, the qualitative aspect was favoured since the method used was that of case studies, more specifically the Delphi technique, which received the contribution of 28 specialists in an equitable panel of persons representing 4 interest groups for the destination Porto, namely the public sector, private sector, academia and local community. The panel consultation involved three rounds of questionnaires. The questionnaire data were analysed according to quantitative procedures (frequency, mean, median and standard deviation) or qualitative procedures (content analysis). The research carried out allowed it to be concluded that the policies presently followed in the destination Porto are not in harmony with the needs for tourism development that have to be addressed, even though effective engagement in terms of governance and destination management is not verified in the network of stakeholders that compose the tourism system, and in the respective relations of power. The research also allowed it to be concluded, given the current phase of its life cycle and the favourable environment characterising the current positioning of the destination Porto, that the conditions for implementing a new governance and destination management model are met, which is embodied in the implementation of a new DMO governance and management model, in the form of Regional Tourism Development Agency for the Destination Porto. This new destination management model incorporates the latest tourism development policies and is aligned with the latest models of destination governance and DMO governance and management.
Description: Tese de doutoramento em Turismo, Lazer e Cultura, apresentada ao Departamento de Geografia e Turismo da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/33123
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FLUC Geografia - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gestão de Destinos Turísticos.pdf28.3 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 20

513
checked on Jul 16, 2019

Download(s) 20

625
checked on Jul 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.