Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31952
Title: Anemia em idade geriátrica : uma revisão da literatura
Authors: Miranda, Emanuel Cardoso Marques de 
Orientador: Veríssimo, Manuel Teixeira Marques
Keywords: Idoso; Anemia; Etiologia; Epidemiologia; Diagnóstico; Diagnóstico diferencial; Prognóstico
Issue Date: Mar-2014
Abstract: Anemia em idosos é muito comum e é atribuída incorrectamente ao normal envelhecimento, sendo na maioria das vezes uma condição modificável e, como tal, deve ser gerida de forma pró-activa. A prevalência de anemia aumenta com a idade e esta é muito maior entre os residentes em lares de idosos do que entre idosos residentes na comunidade. Nesta faixa etária, as causas de anemia são geralmente multifactoriais. Os indivíduos mais velhos com anemia, mesmo aqueles com níveis baixos ou no limiar do normal, demonstraram menor resistência muscular, menor performance física, menor mobilidade e aumento da morbi-mortalidade. Não surpreendentemente, apresenta igualmente um efeito significativo na qualidade de vida no idoso. Valores de hemoglobina (Hb) no limiar inferior do normal associam-se a um risco maior de mortalidade e diminuição da performance física em comparação com indivíduos com níveis superiores de Hb (≥ 14g/dL para homens e ≥ 13g/dL para mulheres), sugerindo que os actuais limites analíticos se encontram desajustados. Um terço dos casos da anemia é devido a deficiências nutricionais e outro terceiro a doença crónica, não se limitando esta apenas à doença renal crónica. O restante terço dos casos permanece como inexplicado. Embora os médicos possam ser relutantes em pedir a ferritina nos idosos, devido às suas propriedades de fase aguda, tal marcador continua a ser uma medida importante, especialmente naqueles com sinais de inflamação. O declínio da função renal com a idade pode levar a uma diminuição da resposta à eritopoietina (EPO) e consequentemente à anemia. Mais estudos serão necessários para identificar a relevância clínica e implicações terapêuticas dos baixos e altos níveis de eritropoietina na população geriátrica. O receptor sérico da transferrina (sTfR) encontra-se como uma alternativa sensível e confiável para a avaliação das reservas de ferro e é muito útil na diferenciação entre a anemia por deficiência em ferro da anemia das doenças crónicas. Estudos recentes sugerem que o envelhecimento está fortemente relacionado à desregulação de citoquinas pró-inflamatórias, especialmente interleucina 6 (IL-6), o que pode afectar negativamente a hematopoiese, quer pela inibição da produção de EPO quer pela interacção com os receptores de EPO. Muitas questões sobre a etiologia da anemia na terceira idade permanecem ainda sem resposta. O síndrome mielodisplásico é uma causa importante de anemia no idoso, com uma prevalência de pelo menos 4%.
Anemia in older persons is very common and is often incorrectly attributed to the ravages of normal aging and is a common modifiable predictor of poor medical outcome in older adults and, as such, should be actively managed. The prevalence of anemia increases with advancing age, and are reported to be much higher among older nurse home residents that among community-dwelling older adults. Causes of anemia among the elderly are often multifactorial. Older individuals with anemia, including mild anemia and even low normal level, have demonstrated lower muscle strength, physical function, mobility and increased morbidity and mortality outcomes. Not surprisingly, anemia also has a significant effect on quality of life (QOL) in the elderly Borderline or low-normal anemia are also associated with an increased risk of mortality and worsening physical function compared with individuals with higher Hb (≥14g/dL for men and ≥13g/dL for women) suggesting that the current definition of anemia may be suboptimal. One third of the cases were due to nutritional deficiencies, and one third was due to chronic illness, including but not limited to chronic kidney disease. About one third of the cases of anemia remain unexplained. Although clinicians may be reluctant to measure ferritin in older individuals due to its acute phase properties, such measurements are important in older persons with anaemia, especially in those with signs of inflammation. Severe age-related decline in renal function may lead to a blunted erythropoietin response and anaemia. More studies are needed to identify the clinical relevance and therapeutic implications of low and high erythropoietin levels in older persons. The sTfr has been proposed as a sensitive and reliable alternative for assessment of iron stores and is very useful in distinguishing iron-deficiency anemia from anemia of chronic diseases. Recent studies suggest strongly that aging is associated with dysregulation of pro-inflammatory cytokines, most notably interleukin-6 (IL-6), which may negatively impact hematopoiesis, either by inhibition of erythropoietin (EPO) production or interaction with EPO receptors. Many issues regarding the aetiology of anaemia in old age remain unsolved. The myelodysplastic syndromes are an important cause of anemia in the elderly, with a prevalence of at least 4%.
URI: http://hdl.handle.net/10316/31952
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Anemia em idade Geriátrica.pdf1.15 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,276
checked on Oct 14, 2021

Download(s) 5

5,594
checked on Oct 14, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.