Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30879
Title: Desenvolvimento de um método analítico para quantificação de catecolaminas por LC-MS/MS
Authors: Silva, Diogo Miguel Martins 
Orientador: Pereira, Jorge Luís Gabriel F. S. Costa
Manadas, Bruno José Fernandes Oliveira
Keywords: Química; Química Analítica; Catecolaminas; Doença de Parkinson
Issue Date: Sep-2015
Citation: Silva, Diogo Miguel Martins / Desenvolvimento de um método analítico para quantificação de catecolaminas por LC-MS/MS
Abstract: Estudos recentes indicam que um dé ce da dopamina no cérebro é a principal causa da doença de Parkinson. A síntese do metabolismo da dopamina ocorre no cérebro e fora deste, nomeadamente no plasma sanguíneo e no tracto gastrointestinal. O metabolismo da dopamina é constituído por L-tirosina, levodopa, dopamina, ácido 3,4-dihidróxifenilacético, 3-metoxitiramina e por último ácido homovan ílico. A biossíntese da dopamina inicia-se na L-tirosina, e por meio de enzimas termina na formação da dopamina. A degradação da dopamina ocorre através de enzimas originando o ácido homovanílico. O presente trabalho descreve algumas das fases mais relevantes no desenvolvimento e validação de métodos analíticos baseados em LC-MS/MS para a posterior quanti cação das quatro catecolaminas (L-tirosina, levodopa, dopamina e 3-metoxitiramina). Para garantir a abilidade dos resultados vários parâmetros de validação foram de nidos: identi cação, selectividade, calibração, limiares analíticos, precisão, exactidão e carry-over. Na análise dos espectros de fragmentação foi possível obter três fragmentos usados para quanti car cada analito. A selectividade foi comprovada para todos os compostos tendo um limite de quanti cação de 0,87 0,92 0,48 0,46 nM para a L-tirosina, levodopa, dopamina e 3-metoxitiramina. Todos os fragmentos de cada analito, durante 3 dias diferentes, demonstraram boa linearidade nas gamas de trabalho da L-tirosina (0,05 a 0,250 M), levodopa (0,1 a 0,5 M), dopamina (0,025 a 0,125 M) e 3-metoxitiramina (0,025 a 0,125 M). Ao nível da precisão e exactidão demonstraram na L-DOPA e dopamina apenas um analito de ambos apresenta uma transição que possa ser usada para quanti cação, nomeadamente 198,03/135,01 e 154,20/65,07. Quanto à 3-MT qualquer uma das 3 transições poderá ser usada para quanti car, enquanto na L-tirosina não se poderá usar nenhuma das 3 transições para quanti cação sendo necessário mais testes relativos a este analito. Por último não ocorreu qualquer efeito de carry-over em qualquer fragmento dos analitos em questão.
Description: Dissertação de Mestrado em Química apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/30879
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Química - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_DiogoSilva.pdf25.05 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

160
checked on Aug 5, 2022

Download(s) 50

363
checked on Aug 5, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.