Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30724
Title: Envolvimento e participação pública : gestão do risco de uma praga urbana : o caso da térmita de madeira seca cryptotermes nos Açores
Authors: São Marcos, Rita Gomes Garcia de 
Orientador: Mendes, José Manuel
Keywords: Sociologia do risco; Participação; Envolvimento público; Pragas urbanas; Térmitas
Issue Date: 23-Feb-2016
Publisher: FEUC
Citation: São Marcos, Rita Gomes Garcia de - Envolvimento e participação pública : gestão do risco de uma praga urbana : o caso da térmita de madeira seca cryptotermes nos Açores, Coimbra, 2016
Abstract: Este estudo pretende contribuir para a governação do risco em geral e do risco da térmita de madeira seca nos Açores em particular. Dado o crescente interesse das instâncias reguladoras internacionais em orientarem as ações de redução do risco na construção de políticas públicas mais inclusivas no processo de decisão. Nesse sentido procurou-se conhecer que fatores poderão dificultar ou, por outro lado, facilitar o envolvimento e participação cidadã na gestão do risco. Analisando o papel que os/as cidadãos/ãs atribuem a si próprios na governação e as diferentes racionalidades face ao risco e face ao poder. Com o objetivo de identificar dimensões e variáveis que informem a criação de oportunidades de cumprir as recomendações da nova Carta de Sendai. O estudo, de cariz exploratório, perfilhou dos princípios epistemológicos e metodológicos do qualitativo, do paradigma compreensivo e de uma postura analítica e de reconstrução de sentido, recorrendo na produção de dados a entrevistas semiestruturadas a cidadãos/ãs moradores/as em freguesias “áreas de risco” de infestação na cidade de Angra do Heroísmo, Ilha Terceira. As análises descritivo-interpretativas orientaram-se por uma abordagem indutiva na criação de tipologias por semelhança na senda dos idealtypus de tradição weberiana. Com base nas dimensões observadas nas entrevistas (1) relação com o poder; (2) relação com o risco; (3) relação com a comunidade, construiu-se um modelo de dois eixos dicotómicos ortogonais que opõe, no eixo do x, atitudes individuais vs. coletivas quanto à gestão e, no eixo do y, posições face ao papel a desempenhar na decisão: delegar vs. influenciar. Com base nos quatro quadrantes delineados, identificaram-se quatro tipos-ideais que traduzem diferentes posicionamentos face à participação cidadã. “O/A familista atomizado/a” no qual a força dos laços familiares constitui a variável explicativa para o fraco envolvimento cívico. “O/A associativista acorrentado/a”, onde é no capital social possuído e nas redes sociais mobilizadas que se compreende a sua posição vincadamente coletiva. “O/A cidadã/ão apóstata” para o qual é a forte desconfiança interpessoal e institucional que sustenta a atitude vincadamente individual quanto à forma de gerir. E, finalmente, “O/A guardiã/ão da cidade” onde é pelo cariz da perda identitária e patrimonial coletiva que o risco acarreta que tende a delegar a mobilização cidadã nos decisores políticos. O modelo concetual criado revelou um grande potencial analítico destrinçando o modo como as diferentes variáveis e dimensões identificadas desempenham influências específicas na participação e envolvimento público na governação do risco em cada atitude tipo identificada. Podendo vir a ser mobilizado e testado em outros contextos onde se pretenda analisar semelhante problemática.
Description: Dissertação de mestrado em Sociologia, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, sob a orientação de José Manuel Mendes.
URI: http://hdl.handle.net/10316/30724
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
RITA_SAOMARCOS_DISSERTACAO_MS_2016.pdf3.18 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

551
checked on Dec 5, 2022

Download(s)

185
checked on Dec 5, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.