Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30106
Title: As arquitecturas do vinho no século XXI : três quintas no Douro: Portal, Bomfim e Gaivosa
Authors: Costa, Joana Isabel Ferreira Pinto da 
Orientador: Lobo, Susana
Lima, António Belém
Keywords: Quinta do Portal; Quinta do Bomfim; Quinta da Gaivosa; Adega vinícola -- Alto Douro, séc. 21; Enoturismo -- Alto Douro, séc. 21
Issue Date: 11-Dec-2015
Keywords: Quinta do Portal; Quinta do Bomfim; Quinta da Gaivosa; Adega vinícola -- Alto Douro, séc. 21; Enoturismo -- Alto Douro, séc. 21
Issue Date: 11-Dec-2015
Abstract: A singularidade da paisagem duriense é resultado de uma simbiose entre a natureza e o homem. Testemunho de uma tradição, no século XX o Alto Douro é palco de uma “mudança de identidade”, constituída pela transformação do Douro Pombalino no Douro Contemporâneo. Esta mudança ficou consubstanciada em 2001, com a classificação pela Unesco da Paisagem do Alto Douro Vinhateiro, como Património Mundial. É a Região Vinícola regulamentada mais antiga do Mundo. Esta investigação tem o intuito de abordar o tema da cultura vinhateira, focada numa área de desenvolvimento recente no nosso país, uma subcategoria moderna do turismo, o Enoturismo. O seu principal objectivo é unir os interesses do vinho e do turista, que se materializam num edificado que incorpora duas dinâmicas: o edifício funcional e o museu, num só. Tentamos clarificar em que consiste esta nova prática turística e as mudanças que daí decorrem nas arquiteturas e nas quintas de produção vinícola. Vamos abordar o Enoturismo na sua expressão arquitectónica, analisando alguns casos de estudo e confirmar ou infirmar a existência de uma arquitetura de Enoturismo na zona do Douro. A investigação organiza-se em três partes. A primeira corresponde ao enquadramento histórico do vinho na região Duriense, destacando algumas quintas cruciais no crescimento da região, para explicar os casos de estudo que se abordam no capítulo seguinte, e o conceito de Enoturismo nas Arquiteturas do Vinho. A segunda parte visa estudar e refletir os efeitos da Arquitetura de Enoturismo em três obras distintas, localizadas no Alto Douro Vinhateiro. Abordam-se o Armazém de Estágio e Envelhecimento de Vinhos da Quinta do Portal, obra do arquiteto Álvaro Siza Vieira; a Quinta do Bomfim, do arquiteto Luís Loureiro; e a Adega Alves de Sousa, do arquiteto António Belém Lima. É determinante expor que aspetos as une e/ou diferenciam, com o intuito de verificar o seu enquadramento enquanto Arquiteturas do Vinho do século XXI. Questionaremos se existe uma arquitetura do vinho. Se é possível encontrar um padrão. Tentaremos definir conceitos que enquadrem estas questões, identificando os elementos catalisadores no turismo rural do século XXI. Destacaremos a evolução morfológica e tecnológica das adegas na sua adequação ao Enoturismo. Analisamos os padrões de mudança presentes nas adegas, a partir dos casos de estudo, a sua materialidade, a ligação com o local, a evolução funcional. Na terceira e última parte, apresentamos uma reflexão conclusiva das práticas de Enoturismo que a Arquitetura do Vinho duriense consagra.
The singularity of the Douro landscape is the result of a symbiosis between nature and man. Testimony to a cultural tradition, in the 20th century, the Alto Douro witnesses a “change of identity”, composed by the transformation of Pombalino1 Douro to Contemporary Douro. This change was substantiated, in 2001, with Alto Douro’s Landscape UNESCO World Heritage classification. It is the oldest regulated Winery Region in the world. This thesis intends to address the vineyard culture, focused on this Portuguese area recent development, being a subcategory of modern tourism, the Wine Tourism. Its main goal is to unify both wine and tourist interests, which have become a construction incorporating two dynamics: functional building and museum as one unity. It is intended to clarify what is this new tourism practice and the changes that arise in architecture and in the wine production farms. Wine Tourism will be addressed in its architectural expression, analyzing some case studies and confirming or invalidating the existence of Wine Tourism architecture in the Douro area. This investigation can be divided into three parts. The first is related to the wine´s historical framework in the Douro area; some crucial farms for the region´s growth will be enlighten, in order to explain the case studies that are addressed in the next chapter, and the concept of Wine Tourism in Wine Architectures. The second part aims to study and reflect the effects of the Wine Tourism´s architecture in three distinct works, within the High Douro Vineyard. At this point, we address the Warehouse for Storage and Ageing Wines of the Quinta do Portal designed by Arch. Álvaro Siza Vieira, the Quinta do Bonfim by Arch. Luís Loureiro; and the Adega Alves de Sousa by Arch. António Belém 1- Pombalino refers to the period in which Marques de Pombal was in charge of Portuguese Government, in the 18th century. Lima. It is crucial to expose which elements unite and/or set them apart, in order to verify its context as Wine´s Architectures of the 21st century. It will be questioned if there is a wine architecture. If it’s possible to find a pattern. Some concepts that fit these questions will be defined, by identifying the catalysts in the farm tourism of the 20th century. The morphological and technological evolution of the wineries on its suitability to Wine Tourism will be also emphasized. The patterns of change present in the wineries of the case studies are analyzed, such as its materiality, local connection and functional evolution. In the third and last part, we present a conclusive reflection of the practices of Wine Tourism included in Douro Wine.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitectura, apresentada ao Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/30106
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Arquitectura - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
AS ARQUITETURAS DO VINHO NO SÉCULO XXI.pdf115.49 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

785
checked on Aug 13, 2019

Download(s)

77
checked on Aug 13, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.