Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/28153
Title: Participação em atividades na comunidade: um estudo com adultos com dificuldades intelectuais
Authors: Pereira, Ana Isabel Escaroupa 
Orientador: Albuquerquei, Cristina Petrucci
Keywords: Dificuldade intelectual, adulto; Participação comunitária
Issue Date: 2014
Serial title, monograph or event: Participação em atividades na comunidade: um estudo com adultos com dificuldades intelectuais
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Nos últimos tempos tem-se dado cada vez mais importância às pessoas com dificuldades intelectuais, mais particularmente à sua participação em atividades na sociedade. Quanto à realidade portuguesa, este tema começou recentemente a ser trabalhado com o estudo de Dias (2013). A amostra deste estudo consistiu em 75 sujeitos, de ambos os sexos e com idades compreendidas entre os 18 e os 61 anos, que apresentassem dificuldades intelectuais de grau ligeiro ou moderado e que se encontrassem a frequentar instituições. No estudo que se segue vai-se estudar a frequência da população nas atividades da comunidade, bem como a disponibilidade destas consoante a zona de residência dos sujeitos (“áreas predominantemnte rurais” e “áreas moderadamente urbanas e urbanas”). Para além disto pretende-se realizar uma análise da influência dos fatores “género”, “zona de residência” e “grau de dificuldade” na participação bem como da relação entre a frequência nas atividades e a satisfação com a vida. Por fim, o estudo focar-se-à nas barreiras que mais afetaram a população da amostra. Após a análise feita foi possível observar que: (1) zonas de residência moderadamente urbanas e urbanas apresentam uma maior oferta de atividades do que áreas predominantemente rurais; (2) as atividades mais frequentemente realizadas pelos sujeitos da amostra são as pertencentes à categoria das atividades sociais (AS) e às atividades de ocupação de tempos livres (OTL), por outro lado, as atividades desportivas (AD) e as atividades da vida diária (AVD) apresentavam níveis de frequência ligeiramente mais baixo; (3) os fatores “género”, “zona de residência” e “grau de dificuldade” não apresentaram uma influência significativa para a participação nas atividades da comunidade apresentadas, apesar disto apresentam ligeiras diferenças nas diferentes categorias de atividade em estudo (AS, AVD, AD e OTL); (4) a participação nas atividades propostas no questionário não se encontra correlacionada com a satisfação com a vida; (5) as barreiras que mais se fizeram sentir pela população em estudo foram a falta de alguém que assuma as funções de suporte, as dificuldades económicos/custos das atividades, a disponibilidade dos transportes, a falta de confiança em si próprios e a falta de gosto pelas atividades apresentadas.
During the last few years, more importance has been given to people with intellectual disabilities, in particular to their participation in society activities. As for the Portuguese reality, this topic has just recently started to be worked with Dias (2013) study. The sample consists of 75 subjects, both male and female aged between 18 and 61 years, who presente intellectual difficulties of mild and moderate degree who are currently attending institutions. In the following study the population frequency community activities is going to be studied as well as their availability depending on the type of residencial area of the subjects (“rural areas” and “moderately urban and urban areas”). In addition its intended to study the influence of the factors “genre”, “residential area” and “degree of difficulty” in the participation as well as the relatioship between community participation and life satisfaction were some of the goals proposed for this study. Finally, this study wil also focus on the barriers most felt by the sample population. The data analysis allowed us to observe: (1) areas of moderately urban and urban residences have a greater range of activities when compared to predominantly rural areas; (2) the most often performed activities by the subjects in the sample are those belonging to the category of social activities (AS) and of leisure activities (OTL), on the other hand, sports activities (AD) and daily life activities (AVD) had slightly lower levels of frequency; (3) the factors "gender", "area of residence" and "degree of difficulty" did not show a significant influence on the community activities participation, despite this there are some slight differences when it comes to the different categories of activities under study (AS, AVD, and AD OTL); (4) the activities participation proposed in the questionnaire is not correlated with life satisfaction; (5) the most felt barriers by the population under study were the lack of someone who performs the support functions, the economic difficulties / activity costs, the transport availability, the lack of confidence in themselves and not liking the activities presented.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia da Educação, Desenvolvimento e Aconselhamento, apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/28153
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE - Ana Isabel Pereira.pdf695.28 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

681
checked on Sep 24, 2020

Download(s)

52
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.