Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/27349
Title: A influência da negociação na performance empresarial
Authors: Andrade, Leonel José Cação 
Orientador: Gomes, Carlos Ferreira
Keywords: Negociação; Comportamento competitivo; Comportamento permissivo; Comportamento colaborativo; Performance; Stakeholders
Issue Date: 17-Sep-2014
Publisher: FEUC
Citation: Andrade, Leonel José Cação - A influência da negociação na performance empresarial, Coimbra, 2014.
Abstract: A negociação está presente em muitos momentos do nosso dia-a-dia, quer da vida pessoal, quer na vida profissional. Por isso, estar bem preparado para negociar deverá ser uma meta de todos. O objetivo deste trabalho visa tentar perceber a importância da negociação na performance das empresas. Nesse sentido efetuou-se uma revisão da literatura desde o ano 2000. Nesta revisão verificou-se um interesse crescente em áreas diferentes daquelas que normalmente estudam esta temática, como comprova a heterogeneidade existente nas publicações das revistas e jornais consultados. Numa perspetiva de avaliar a performance da negociação, as partes interessadas, vulgarmente conhecidas como stakeholders, assumem uma particular relevância, uma vez que constituem a outra parte da negociação. Logo, a forma como negociamos terá de ser preparada, planeada e efetuada consoante o stakeholder em causa. Neste trabalho desenvolveu-se um quadro conceptual que relaciona as caraterísticas dos negociadores (ganhar/perder, salvar-a-face e confiança), o comportamento durante a negociação (colaborativo, competitivo e permissivo) e a interação efetuada com os stakeholders (conhecimento, capacidade de resposta, inovação e memória organizacional relacionados com os stakeholders), com o objetivo de aferir a importância destes fatores nos resultados das empresas. Tendo por base este quadro concetual, elaborou-se um questionário que foi respondido pelos gestores de 54 empresas do distrito de Leiria. Na análise das respostas, e após a verificação da consistência, fiabilidade e correlação das variáveis, utilizou-se a regressão linear para tentar perceber em que medida a interação com os stakeholders pode influenciar ou justificar o comportamento adotado durante a negociação. Apesar das respostas obtidas indiciarem a inexistência de padrões negociais que permitam classificar e relacionar o comportamento do negociador com a performance da empresa, constatou-se a importância cada vez maior que é dada pelos negociadores ao relacionamento e interação com os stakeholders. Devemos por isso procurar melhorar as competências negociais, atendendo ao facto destas serem uma valência que perdura para o resto da vida. A literatura consultada comprovou o valor de se ser um negociador eficaz, tanto na vida como nos negócios. Afinal, a negociação é uma constante da vida.
Description: Dissertação de mestrado em Gestão, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, sob a orientação Carlos Ferreira Gomes.
URI: http://hdl.handle.net/10316/27349
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

601
checked on Dec 21, 2021

Download(s) 10

1,460
checked on Dec 21, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.