Title: Relações entre aptidão física funcional, variáveis cardiovasculares e qualidade de vida em idosos
Authors: Cunha, Daniel Pietko da 
Keywords: Aptidão física;Qualidade de vida;Idosos
Issue Date: 2013
Citation: Cunha D. P. (2013). Relações entre aptidão física funcional, variáveis cardiovasculares e qualidade de vida em idosos. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal.
Abstract: INTRODUÇÃO: A realização das atividades do cotidiano é determinante para a qualidade de vida das pessoas na idade avançada, ganhando a aptidão física importância significativa nesse contexto. As variáveis cardiovasculares têm grande impacto para a morbi-mortalidade na população em geral, com particular relevância na faixa etária geriátrica. O desafio, nos dias atuais, está na compreensão dos fatores que condicionam a qualidade de vida, contribuindo para que o ser humano viva mais tempo com autonomia. OBJETIVOS: Determinar as relações entre a aptidão física funcional, variáveis antropométricas, hemodinâmicas e sanguíneas e a qualidade de vida e determinar variáveis influenciadoras da qualidade de vida das pessoas idosas. MÉTODOS: Vinte participantes do ambulatório do Centro de Especialidades Clínicas de Cachoeirinha-RS / Brasil com idade superior a 60 anos foram submetidas à avaliação da aptidão física, pressão arterial (PA) e índice de massa corporal (IMC). Foi recolhido sangue em jejum para determinação do perfil lipídico e glicêmico. A qualidade de vida foi avaliada com o questionário SF-36v2. Foram utilizadas técnicas de análise multivariada da variância e de regressão linear. RESULTADOS: Os participantes com glicemia normal tiveram IMC inferior (p < 0.05) aos participantes pré-diabéticos e diabéticos. Os idosos com triglicerídeos normais possuíam menor pressão arterial sistólica e diastólica (p < 0.05). Idade, sexo e IMC explicaram 31,4% sobre o SF-36. A inclusão da PA sistólica elevou o R2 para 43,6%, tendo aumentado para 53,8% com a inclusão da "Força dos Membros Inferiores". A variável "Resistência Aeróbia" elevou o R2 para 64,7%. CONCLUSÃO: O IMC e PA, particularmente a sistólica, acarretam grande impacto na morbilidade cardiovascular e geral, bem como na qualidade de vida dos idosos. A força de membros inferiores e resistência aeróbia afetam de forma decisiva a qualidade de vida do idoso. A manutenção e optimização desses parâmetros físicos influenciam de forma positiva a preservação da autonomia e o nível de independência da população idosa.INTRODUCTION: The performance of daily activities is crucial to the quality of life in old age, and physical fitness gets significant impact in this context. Cardiovascular variables are very important for morbidity and mortality in the general population, with particular relevance to the geriatric age group. The challenge nowadays is to understand the factors that influence the quality of life, for the human being to live longer without losing autonomy. OBJECTIVES: To study the relationship between functional fitness, anthropometric, hemodynamic and blood variables and quality of life. Furthermore, to investigate how these variables predict quality of life of elderly people. MATERIALS AND METHODS: Twenty participants over 60 years old from the geriatric ambulatory of city of Cachoeirinha, in Brazil, had physical fitness tests for elderly people and had blood pressure (BP) and body mass index (BMI) measured. They had blood test to determinate lipid and glucose profiles. The quality of life was assessed with the SF-36v2. Multivariate analysis of techniques of variance and linear regression were also used. RESULTS: Participants with normal glucose levels had lower BMI (p < 0.05) than pre-diabetics and diabetics participants. The older adults with normal triglycerides levels showed lower systolic and diastolic blood pressure (p < 0.05). Age, sex and BMI explained 31.4% of the SF-36v2. Including systolic blood pressure in the model explanation raised to 43.6% the R2, increasing progressively to 53.8% when lower limbs strength was considered and to 64.7% with variable aerobic resistance. CONCLUSION: BMI and BP, particularly systolic, cause great impact on general and cardiovascular morbidity, as well as in the quality of life for seniors. The lower limb strength and aerobic endurance affect decisively their quality of life. The maintenance and optimization of these physical parameters positively impact the functional autonomy, and the level of independence of the elderly population.
Description: Dissertação de mestrado em Atividade Física em Contexto Escolar (Ciências do Desporto) apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/25088
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação final-Daniel Cunha.pdf462.16 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.