Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/2167
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVeiga, Luíz Alte da-
dc.contributor.advisorBeja, Ana Maria Matos-
dc.contributor.authorSilva, Manuela Ramos Marques da-
dc.date.accessioned2008-12-05T15:19:37Z-
dc.date.available2008-12-05T15:19:37Z-
dc.date.issued2002-06-17en_US
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/2167-
dc.descriptionTese de doutoramento em Física (Física Experimental) apresentada à Fac. de Ciências e Tecnologia da Univ. de Coimbra-
dc.description.abstractEste trabalho descreve a utilização da técnica da difracção de neutrões, de raios-X convencionais e de radiação de sincrotrão no estudo da estrutura nuclear e magnética e da densidade de carga e magnetização de vários tipos de compostos. Estudou-se, no composto Mn5Si3, a susceptibilidade magnética de cada família de átomos de manganésio, recorrendo à técnica dos neutrões polarizados. Foi possível seguir a evolução dos momentos magnéticos induzidos com o aumento do campo magnético exterior numa gama de temperaturas correspondente a duas fases antiferromagnéticas distintas. Em compostos ternários com a estrutura do ThMn12, DyFe4Al8 e ErFe4Al8, foi estudado o ordenamento das sub-redes da terra-rara e do ferro em função da temperatura. Neste último composto, onde se utilizou a técnica da difracção magnética de fotões, foi possível determinar a variação da intensidade das múltiplas transições envolvidas no processo de excitação electrónico, com a temperatura e com o ângulo de Bragg. Cresceram-se cristais com novos compostos de Cu(II), Mn(II) e Fe(III), tendo-se determinado a estrutura que revelou a formação de elementos de baixa dimensão, como monómeros, dímeros, cadeias e planos. Estudaram-se também as propriedades magnéticas destes compostos medindo as curvas de magnetização e susceptibilidade. Foram encontradas interacções antiferromagnéticas e ferromagnéticas fracas nalguns desses compostos. Sintetizaram-se e estudaram-se compostos orgânicos em que a coesão intermolecular se faz à custa de ligações de hidrogénio, descrevendo-se a estrutura de materiais dominados por ligações de hidrogénio, quer clássicas, quer muito fortes, quer não-convencionais. Usando radiação de sincrotrão estudou-se a distribuição de densidade de carga num composto novo, não-centrossimétrico, hidrogenobifluoreto de arginina, onde existe o tipo de ligação de hidrogénio mais forte conhecido.en_US
dc.language.isoporpor
dc.rightsembargoedAccesseng
dc.subjectFísica Experimentalen_US
dc.subjectFísicaen_US
dc.titleEstudos estruturais por difracção de raios - x, neutrões e radiação de Sincrotrãoen_US
dc.typedoctoralThesisen_US
item.fulltextSem Texto completo-
item.grantfulltextnone-
item.languageiso639-1pt-
Appears in Collections:FCTUC Física - Teses de Doutoramento
Show simple item record

Page view(s) 50

411
checked on Sep 22, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.