Title: Autopercepções, bem-estar subjectivo, e exercício físico em adultos : efeitos de um programa de exercício físico em indivíduos praticantes da cidade de Belo Horizonte (MG) - Brasil
Authors: Furtado, Guilherme Eustáquio 
Keywords: Bateria de testes;Exercício físico--adultos;Bem-estar subjectivo;Adultos
Issue Date: 2011
Citation: FURTADO, Guilherme Eustáquio - Autopercepções, bem-estar subjectivo, e exercício físico em adultos : efeitos de um programa de exercício físico em indivíduos praticantes da cidade de Belo Horizonte (MG) - Brasil. Coimbra : [s.n.], 2011. Dissertação de mestrado. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/21452
Abstract: O interesse pelo conhecimento da prática regular de exercício físico e os seus benefícios para o bem-estar psicológico e a saúde mental, têm vindo a ganhar grande relevância nas últimas décadas. Nesta ordem, destacamos o estudo do bem-estar subjectivo e a autopercepções no domínio físico, que são representados por um conjunto de variáveis que procuram avaliar os indivíduos e entender as relações entre o seu estado actual positivo e aquilo que ele pensa acerca do seu próprio corpo. Objectivos: Comparar os níveis de bem-estar subjectivo e das autopercepções no domínio físico em indivíduos adultos, em função do género e da prática de exercício físico e ainda, proceder a uma análise factorial exploratória do questionário intitulado “Perfil de autopercepção física”, visando sua a adaptação e validação transcultural para o Brasil. Método: Para o efeito, foram inquiridos 400 indivíduos, na faixa etária entre 18 e 64 anos. Instrumento: O instrumento utilizado para recolha dos dados foi à versão adaptada para o português do Brasil da “Bateria de testes das Autopercepções & bem-estar” (Ferreira, Navarro, Benevides & Furtado, 2009). Resultados: A análise factorial do PSPP revelou a existência de três factores para o género feminino e a replicação de apenas um factor para o género masculino. As restantes análises revelaram que existem diferenças estatisticamente significativas nas variáveis do bem-estar subjectivo somente em função do género; existem diferenças estatisticamente significativas na autoestima global e nos subdomínios do perfil de autopercepção física em função do género nos grupos de praticantes e não praticantes de ambos os géneros; não existem fortes correlações positivas entre as variáveis do bem estar subjectivo e os subdomínios do PSPP. Recomendações: As evidências quanto à validação do PSPP para a realidade brasileira são limitadas e apontam para a necessidade de realizar estudos complementares com amostras mais alargadas com a finalidade de dar continuidade este processo, bem como procurar consolidar a existência de associações entre autopercepção física, autoestima global, bem-estar subjectivo e a modificabilidade destas variáveis em função da prática de exercício.
The interests in the knowledge of regular physical exercise and its benefits for the psychological well-being and mental health have gained great importance in recent decades. In this order, we emphasize the study of subjective well-being and self-perceptions in the physical domain which are represented by a set of variables that seek to evaluate individuals and understand the relationships between its current positive and what he thinks about his own body. Main goals: Tocompare the levels of subjective well-being and self-perceptions in the adult physical domain, by gender and physical exercise and also to carry out an exploratory factor analysis of the questionnaire entitled "Physical Self-Perception Profile" (PSPP), seeking its cross-cultural adaptation and validation for Brazil. Method: For this purpose, 400 individuals were interviewed, aged between 18 and 64. Instrument: The instrument used for data collection was the version adapted Brazilian Portuguese of "Bateria de Autopercepções e Bem-estar" (Ferreira, Navarro, Benevides & Furtado, 2009). Results: factor analysis of PSPP revealed three factors for the female and the replication of only one factor for males. The further analysis revealed that there are significant differences in the variables of subjective well-being only by gender, there are significant differences in global self-esteem and in the subdomains of physical self-perception profile by gender in groups of practitioners and non practitioners of both sexes, there are no strong positive correlations between variables and subjective well-being of PSPP subdomains. Recommendations: The evidence for the validation of PSPP to the Brazilian reality is limited and point to the need of further studies with broader samples in order to continue this process and seeking strong t associations between physical self perception, global self-esteem, subjective well-being and changeability of these variables as a function of physical exercise.
Description: Dissertação de mestrado em Exercício e Saúde em Populações Especiais, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/21452
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese atualizada 30 Ari IS.pdf4.63 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.