Title: A ecologização da arquitectura : a estratégia ecológica no caso IBA Emsscher Park
Authors: Cunha, Hugo Rodrigues Ferreira da Silva 
Keywords: Arquitectura ecológica, séc. 20-21;Arquitectura sustentável, séc. 20-21;Arquitectura bioclimática, séc. 20-21;Ambiente urbano;Ecologia;Internationale Bauausstellung Emscher Park, aspecto ecológico
Issue Date: Jul-2012
Citation: Cunha, Hugo Rodrigues Ferreira da Silva - A ecologização da arquitectura : a estratégia ecológica no caso IBA Emsscher Park. Coimbra : [s. n.], 2012.
Abstract: Os fenómenos que caracterizam a «realidade complexa» são cada vez menos coadunáveis com os modelos explicativos que, desde o século XVII têm vindo a fundamentar o nosso modelo civilizacional, cultural e mental: «o Pradigma Mecanicista-Newtoniano-Cartesiano». Esta discordância traduz-se numa série de acumulativos problemas ambientais, económicos e sociais, que se conjugam na actual «crise ecológica». No campo da arquitectura, a problemática ecológica tem sido geralmente reduzida a questões de cariz ideológico/tecnológico, resultando essencialmente em duas vias predominantes: uma «low-tech» e outra «eco-high-tech» que associamos à denominada «arquitectura sustentável». Hoje porém, detectamos todo um novo contexto ecológico que sugere uma reflexão aprofundada em torno da actual condição da Arquitectura e motiva uma reformulação da problemática ecológica, não numa perspectiva meramente ideológica – tendencialmente parcial e simplista – mas numa perspectiva paradigmática e «complexificada». Ao abordar a Ecologia – na sua inerente condição científica – deparamo-nos com um paradigma científico (na definição de Thomas Kuhn) que tem vindo a atravessar uma revolução epistemológica. Na realidade, a Ecologia constitui uma «nova ciência» que, ao induzir a percepção e compreensão de um universo complexo e ecossistémico, informa simultaneamente um paradigma civilizacional (na definição de Edgar Morin) mais vasto e transversal: «o Paradigma da Complexidade-Ecologia». Assistimos pois à emergência de um novo «paradigma ecológico», profundamente transformador da nossa percepção e compreensão do mundo, e que motiva inevitavelmente uma reflexão/revisão da forma como, enquanto arquitectos, cidadãos e seres-humanos, nos inter-relacionamos e transformamos/construímos colectivamente o nosso habitat. A este «Paradigma da Complexidade-Ecologia» emergente corresponde uma nova concepção da realidade, uma nova visão de mundo e um novo pensamento paradigmático, capazes de informar abordagens mais compreensivas e estratégias de acção ecológica no campo da arquitectura – também ela tendencialmente «complexificada» e «ecologizada» – como aferimos num conjunto de projectos integrados no IBA Emscher Park. Palavras-chave: Arquitectura ; Paradigma ; Complexidade ; Ecologia ; Estratégia ; IBA Emscher Park
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitectura, apresentada ao Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/20830
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Arquitectura - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ecologização da arquitectura_dissertação mestrado_Hugo Cunha.pdf6.98 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.