Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/18454
Title: Relação entre síndrome metabólica e canctro colo-rectal : avaliação do papel de mediadores inflamatórios e adipocitocinas
Authors: Silva, Daniela Inês dos Santos 
Orientador: Seiça, Raquel Maria Fino
Ribeiro, Ana Bela Sarmento
Keywords: Cancro colo-rectal; Tecido adiposo
Issue Date: 2011
Citation: SILVA, Daniela Inês dos Santos - Relação entre síndrome metabólica e canctro colo-rectal : avaliação do papel de mediadores inflamatórios e adipocitocinas. Coimbra : [s.n.], 2011
Abstract: A incidência de síndrome metabólica e obesidade tem vindo a aumentar, afectando já milhões de pessoas em todo o mundo e começando a tomar proporções epidémicas. Diversos estudos têm demonstrado uma relação entre a obesidade e a síndrome metabólica com diversos tipos de cancro, nomeadamente o cancro colo-rectal. Contudo, os mecanismos envolvidos nesta associação não se encontram completamente esclarecidos, apesar da adiposidade visceral ter vindo a ser apontada como um importante factor de risco. Com este estudo pretendeu-se estabelecer, em condições de excesso de peso ou obesidade, uma relação entre os parâmetros de disfunção do tecido adiposo e cancro colo-rectal e, desta forma, contribuir para a compreensão dos mecanismos fisiopatológicos associados. Verificámos que os doentes com cancro colo-rectal e excesso de peso apresentaram níveis aumentados de algumas citocinas e adipocitocinas, nomeadamente a resistina, a visfatina e o MCP-1 e diminuição dos níveis de adiponectina. As experiências in vitro, utilizando células de cancro do cólon, mostraram que a resistina e a visfatina aumentam a viabilidade celular. Em conclusão, a incidência de cancro colo-rectal em indivíduos com excesso de peso está associada à desregulação funcional do tecido adiposo, podendo esta contribuir, através da alteração da secreção de algumas adipocitocinas, para a progressão tumoral.
The incidence of metabolic syndrome and obesity has been to increase, now affecting millions of people around the world and beginning to take epidemic proportions. Several studies have shown a relationship between obesity and metabolic syndrome with various cancer types, including colorectal. However, the mechanisms underlying this association are not completely understood despite the visceral adiposity was identified as an important risk factor. This study aimed to establish under condictions of excess weight or obesity, a relationship between the metabolic syndrome, namely adipose tissue dysfunction, and colorectal cancer an thus contribute to the understanding of pathophysiological mechanisms involved. We found that patients with colorectal cancer and excess weighat have increased levels of some cytokines and adipocytokines, such as resistin, visfatin and MCP-1 and decressed levels of adiponectin. In vitro experiments using cells of colon cancer showed that resistin and visfatin increase cell viability. In summary, the incidence of colorectal cancer in obese or overweight individuals is associated with dysregulation function of adipose tissue physiology which may contribute to tumor progression through altered adipocytokine secretion.
Description: Dissertação de mestrado em Medicina (Investigação Biomédica), apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/18454
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Mestrado -Daniela Silva.pdf877.2 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,713
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

167
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.