Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/16150
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilva, Nuno Miguel Ferreira catarino Costa e-
dc.date.accessioned2011-09-30T10:04:06Z-
dc.date.available2011-09-30T10:04:06Z-
dc.date.issued2009-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/16150-
dc.description.abstractObjectivos Avaliar o impacto da fibromialgia através da inclusão da perspectiva do doente na identificação das diferentes dimensões da doença e na definição da sua importância relativa, de uma forma adequada à população portuguesa. Como objectivo secundário, pretende-se apreciar a avaliação genérica que dos doentes fazem sobre o valor de diferentes modalidades terapêuticas. Métodos Aplicação de um questionário original, em suporte electrónico, a doentes com diagnóstico de fibromialgia. Foi solicitado que distribuíssem todo o sofrimento causado pela doença, pelas diversas dimensões que considerassem relevantes, em termos percentuais. Cada participante respondeu por duas vezes ao questionário. Na primeira aplicação pretendeu-se obter o entendimento espontâneo de cada um. A segunda decorreu após um debate entre os participantes e cada dimensão foi ilustrada por um conjunto de frases retiradas da prática clínica. Os dados resultantes foram objecto de uma análise descritiva. Procedeu-se depois à análise estatística dos valores obtidos para avaliar a inteligibilidade e a fiabilidade do questionário. Resultados Foram incluídos 26 doentes, todos do sexo feminino. Apresentavam uma idade média de 49,5 anos e o atraso diagnóstico foi, em média, de 10,6 anos. A maioria dos participantes atribuiu um impacto positivo ou muito positivo às diferentes modalidades terapêuticas experimentadas. A educação sobre a doença foi a mais valorizada. Verificou-se uma marcada consistência no que respeita à hierarquia das dimensões entre as duas aplicações. Apenas em 3 dimensões a diferença foi estatisticamente significativa. A dor foi a dimensão com maior pontuação em ambas as aplicações, respectivamente 16,9±11,0 e 14,9±7,8 (média ± desvio padrão). Em ambas as aplicações, 4 dimensões não foram valorizadas por pelo menos metade dos participantes. Um número significativo de participantes (30%) apontou as perturbações cognitivas como uma dimensão que deve ser adicionada ao questionário. Os tipos de dor considerados mais importantes no contexto do sofrimento associado à FM foram as dores ao acordar, logo seguidas das dores após o esforço. Em relação ao cansaço foi atribuída maior importância ao cansaço no final do dia e ao acordar. Discussão Os resultados obtidos reforçam a nossa perspectiva sobre o carácter multidimensional da doença e sublinham a necessidade de uma abordagem abrangente e multidisciplinar. A inteligibilidade das dimensões propostas, demonstrada pela consistência dos resultados decorrentes das duas aplicações do questionário, vem legitimar a possibilidade de ser aplicado, com as devidas correcções, a um número alargado de doentes, disponibilizando-o na world wide Web.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectFibromialgiapor
dc.subjectQuestionáriospor
dc.titleDimensões clínicas da fibromialgia: a perspectiva do doentepor
dc.typemasterThesispor
dc.peerreviewedYespor
item.fulltextCom Texto completo-
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese.pdf490.04 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 50

493
checked on Oct 19, 2020

Download(s) 5

3,248
checked on Oct 19, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.