Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/13739
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGomes, Rui-
dc.contributor.advisorMarivoet, Salomé-
dc.contributor.authorCristão, Carlos Alberto Fernandes de Oliveira-
dc.date.accessioned2010-08-26T15:09:45Z-
dc.date.available2010-08-26T15:09:45Z-
dc.date.issued2006-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/13739-
dc.descriptionDissertação de licenciatura apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Físicaen_US
dc.description.abstractNa realização deste estudo pretendemos saber se quanto mais os jovens desportistas forem consumidores de programas de desporto na TV e fans de futebol profissional (apresentando-se-lhes a vitória como um símbolo de sucesso a alcançar), mais tenderão a recorrer às atitudes e comportamentos dos melhores jogadores, incluindo os das séries desportivas juvenis, a par da influência das restantes instituições socializadoras. O objecto de estudo e a elaboração da problemática foram feitos com base na contribuição de vários autores. Consequentemente foram levantadas algumas hipóteses de investigação e escolhida a metodologia mais adequada. Foi preparado e realizado um inquérito por questionário a 47 jovens futebolistas do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 10 e os 14 anos, pertencentes ao Grupo Desportivo “Os Nazarenos” da vila da Nazaré. Após realizados os inquéritos sociográficos e analisados os seus resultados, foram tiradas algumas conclusões. A principal conclusão é que os jovens desportistas não são mais fans de futebol profissional, nem idolatrizam os melhores jogadores por verem mais televisão. Ficou também provado que as séries desportivas juvenis, não são as mais visualizadas pelos jovens desportistas. Em particular, no caso da série “Campeões”, são os jovens inseridos em famílias onde predomina o ensino secundário. Enquanto os infantis apresentam uma maior percentagem de assistência, os iniciados demonstram uma maior regularidade. Relativamente à associação da vitória ao sucesso máximo a atingir, ficou comprovado que os jovens futebolistas assim como treinadores e família partilham a mesma opinião. Entretanto, verificou-se que a associação à vitória é mais intensa nos jovens do escalão iniciados e às famílias onde a escolaridade mínima obrigatória se encontra predominante. Os resultados revelam ainda, que a maioria dos jovens inquiridos elegeu os melhores jogadores, reais ou virtuais, como seus “ídolos”, seguindo apenas os seus comportamentos respeitantes ao “fair-play”, independentemente do escalão de formação e do nível de habilitações literárias da família. Da análise e discussão dos dados recolhidos podemos concluir, que o nosso objecto e hipóteses de estudo não foram na sua maioria confirmados.en_US
dc.language.isoporen_US
dc.rightsembargoedAccessen_US
dc.subjectSociologia do desportoen_US
dc.subjectMediaen_US
dc.subjectValores--desporto de jovensen_US
dc.subjectFutebolen_US
dc.titleDesporto, Valores e Media: O Caso da Série Televisiva “Campeões” na Formação de Valores e Atitudes Desportivos em Jovens Futebolistasen_US
dc.typebachelorThesisen_US
uc.controloAutoridadeSim-
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
item.languageiso639-1pt-
crisitem.advisor.deptFaculty of Sports Sciences and Physical Education-
crisitem.advisor.researchunitCES – Centre for Social Studies-
crisitem.advisor.parentresearchunitUniversity of Coimbra-
crisitem.advisor.orcid0000-0002-3793-6369-
Appears in Collections:FCDEF - Vários
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Índice Geral.pdf103.33 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s)

161
checked on Oct 6, 2022

Download(s) 50

346
checked on Oct 6, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.