Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/13502
Title: Avaliação cardíaca no doente neurológico: implicações clinico-terapêuticas
Authors: Quaresma, Ana Catarina Edra Tavares 
Orientador: Cardoso, Salvador Manuel Correia Massano
Providência, Rui André
Keywords: Rastreio sistemático; Cardiopatias; Doentes neurológicos
Issue Date: 2009
Citation: Quaresma, Ana Catarina Edra Tavares - Avaliação cardíaca no doente neurológico: implicações clinico-terapêuticas. Coimbra, 2009
Abstract: O intuito deste estudo foi determinar a necessidade ou não da realização do rastreio sistemático de cardiopatia em doentes do foro neurológico. O estudo foi dividido numa primeira parte, de prevenção secundária, em que foi realizado um estudo retrospectivo. Foram analisados os resultados dos ecocardiogramas transesofágicos de 132 doentes com acidente vascular cerebral isquémico que realizaram este exame entre 1 de Janeiro de 2003 e 31 de Dezembro de 2007, e em 88 doentes que realizaram encerramento de comunicação interauricular no mesmo período, nos quais foi avaliada a evolução das queixas de cefaleias. Na segunda parte deste estudo, de prevenção primária, prospectiva, foram analisados os electrocardiogramas de 296 doentes da consulta de cefaleias, entre 1 de Setembro de 2007 e 31 de Julho de 2008, e que realizaram ecocardiograma transtorácico e ecocardiograma transesofágico. Metade dos doentes com acidente vascular cerebral isquémico sofria de hipertensão arterial e 12,1% sofria de fibrilhação auricular. O ecocardiograma transesofágico revelou a presença de fonte cardioembólica em 56,1% dos doentes, 13,7% com defeito do septo interauricular, dos quais seis com comunicação interauricular e 12 com foramen ovale patente. Foram encontrados 12 padrões morfológicos nos doentes com comuniçação interauricular que não se relacionam com as queixas de cefaleias. Nos 88 doentes com encerramento de comuniçação interauricular, a prevalência de enxaqueca foi de 26,1% e de cefaleias de tensão foi de 18,2%. Estes foram avaliados em consulta de neurologia e recorrendo ao questionário MIDAS. O score MIDAS dos doentes com enxaqueca diminuiu após o encerramento bem como a frequência e a intensidade das enxaquecas (p<0,01). Não se registaram alterações nestes parâmetros nos 16 doentes com cefaleias de tensão e nenhum referiu mudança no padrão das cefaleias. Após aplicação do algoritmo, 35 doentes reuniram critérios electrocardiográficos para realizar ecocardiograma transtorácico e oito para realizar ecocardiograma transesofágico. Observou-se uma alta prevalência de anomalias da condução do ramo direito e foram diagnosticadas três comuniçações interauriculares. Um doente com electrocardiograma normal sofreu um acidente vascular cerebral no decurso do estudo. Foi-lhe realizado ecocardiograma transesofágico, diagnosticando-lhe uma comuniçação interauricular pequena, que foi encerrada percutaneamente. Pelo presente estudo concluímos que existe uma associação entre enxaqueca e efeitos do septo interauricular. O encerramento destas anomalias acompanha-se da diminuição da enxaqueca. Sendo assim, todo o doente que apresente queixas de enxaqueca deverá ser submetido a estudo cardíaco a fim de detectar eventual defeito do septo interauricular.
Description: Dissertação de mestrado em saúde Pública, apresentada à Fac. de Medicina da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/13502
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_mestrado_Ana Quaresma.pdf2.06 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

192
checked on Aug 3, 2020

Download(s) 10

2,061
checked on Aug 3, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.