Title: A periferia perfeita : pós-Modernidade na arquitectura portugusa, anos 60 - anos 80
Authors: Ferreira, Jorge Manuel Fernandes Figueira
Keywords: Arquitectura portuguesa, 1960-1980;Modernismo na arquitectura
Issue Date: 7-May-2009
Citation: FIGUEIRA, Jorge - A periferia perfeita : pós-modernidade na arquitectura portuguesa, anos 60-anos 80. Coimbra, 2009.
Abstract: A presente Dissertação visa analisar a arquitectura portuguesa, no período compreendido entre os anos 60 e os anos 80 do século XX, na perspectiva do conceito de “pós-modernidade”. Embora abrangendo áreas científicas e artísticas muito diversas, este conceito está intimamente ligado à arquitectura, como verificaremos. É por isso uma chave de leitura natural e conveniente para analisar a produção arquitectónica. E surge como particularmente operativa para caracterizar a evolução da arquitectura portuguesa, a partir dos anos 60. De facto, na nossa leitura, é o que permite ler, avaliar e compreender a sua actual vitalidade. Embora a investigação incida sobre um período passado – anos 60/anos 80 – trata-se de um intervalo que nos coloca na contemporaneidade. É aí que acontecem alterações do processo de concepção e fruição da arquitectura que são a matriz da experiência “contemporânea”. Partimos do pressuposto que, para a cultura arquitectónica, os anos 60 são um momento culminar da modernidade e um início novo. Significam uma desagregação, criativa e ruidosa, mas não necessariamente uma ruptura. Marcam, no entanto, o fim de uma racionalidade em sentido único e inauguram um lugar onde se sobrepõem racionalidades, numa rede que ainda agora se expande. A arquitectura moderna é, nesse período, sucessiva e ciclicamente contestada, reanimada e reformulada. A separação do “objecto” da sua carga moral, que acontece desde então, dá lugar a uma deambulação necessariamente em perca, mas que permite a validação de experiências periféricas, como aquela que analisamos. Nesse sentido, avançamos para lá da aferição de modernidade com que geralmente são abordados os temas da arquitectura portuguesa. O arco temporal em questão, os casos de estudo elencados e a chave de leitura escolhida, permitem, pelo contrário, inventariar a sua performance, não em relação a um absoluto mas nas suas próprias idiossincrasias. Falamos assim de uma periferia perfeita, porque no sentido pleno de uma vivência pós-moderna, deixando de ser avaliada face a um centro hegemónico ou “moderno”, a arquitectura portuguesa pode finalmente ser maior. Particularmente no nosso país, entendemos o pós-modernismo como a tentativa de instalação de uma vanguarda num contexto de pós-modernidade, o que é contra-natura mas cria as necessárias aventuras para aprofundar uma periferia perfeita. Desde logo, porque corresponde a um período, os anos 80, em que a própria identidade de Portugal se está a refundar. Diríamos ainda que esta investigação, embora integre uma análise historiográfica, é essencialmente um trabalho de teoria de arquitectura, incidindo sobre uma perspectiva em projecto. A análise da chave de leitura, nas suas várias dimensões, e a análise da história da arquitectura portuguesa, no período descrito, é concluído com um itinerário de casos de estudo que é um projecto sobre a emancipação pós-moderna da arquitectura portuguesa.
The current Dissertation aims to explore Portuguese architecture in the time span from the 1960s to the 1980s from the perspective of “post-modernity”. Despite covering diverse scientific and artistic areas, this concept is closely linked to architecture, as we will try to demonstrate. As a result, it is not only a natural and convenient reading key to study architectonic production, but also a particularly operative concept to characterise the evolution of Portuguese architecture after the 1960s, whose current vitality is, in our view, best read, evaluated and understood through it. Despite focusing on a past period – the 1960s/ 1980s – the research highlights a period that led us into contemporariness. It was in this period that changes in the process of conceiving and enjoying architecture took place. They are the matrix of the “contemporary” experiment. We assume that the 1960s were the height of modernity and a new beginning for architectural culture. They entailed a creative and boisterous process of disintegration, but not necessarily a disruptive one. They do, however, mark the end of a one-way rationality and inaugurate a place where rationalities overlap, in a network that is still expanding. Modern architecture was, during that period, successively and cyclically contested, revived and reformulated. Since then, the separation of the “object” from its moral significance has been replaced with a ramble which, despite involving some loss, enables the validation of peripheral experiments, as the one studied here. For that reason, we go beyond the gauging of modernity generally used to study Portuguese architecture. On the contrary, the time span is question, the case studies listed and the reading key chosen allow for its performance to be catalogued, not in absolute terms but in its own idiosyncrasies. We speak of a perfect periphery, because in the full sense of a post-modern experience, no longer evaluated with reference to a “modern” hegemonic centre, Portuguese architecture may finally be greater. In the present dissertation, post-modernism is understood in Portugal as an attempt to create a vanguard in the context of post-modernity. This constituted an abnormality but encouraged the adventures needed for the perfect periphery to be achieved. It corresponds to a period of time, the 1980s, when the very identity of Portugal was being reshaped. We might add that, despite including a historiographic analysis, this research is fundamentally on the theory of architecture and focuses on a project viewpoint. The reading key analysis in its various dimensions and the analysis of the history of Portuguese architecture in the period described are complemented with an itinerary of case studies, which consists in a project on the post-modern liberation of Portuguese architecture.
Description: Tese de doutoramento em Arquitectura (Teoria e História da Arquitectura) apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/10228
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Arquitectura - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Jorge Figueira.pdf22.77 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.